Ana Maria Braga, Record, Globo
Ana Maria Braga comentou sobre a transição da Record à Globo (Imagem: Divulgação/ Multishow)

Ana Maria Braga lembrou do seu trabalho na Record e a mudança para a Globo, no “Lady Night”, do Multishow. A apresentadora lembrou que, em 1992, olhou a construção da sede da emissora carioca e sonhou em trabalhar no local.

“Eu pensava: ‘vou trabalhar aí’. Um dia incomodei tanto, minha audiência era tão boa lá do outro lado que foram lá me buscar”, afirmou a artista.

Em seguida, a “mãe” do Louro José aproveitou para relembrar a apresentação do “Note e Anote” e as dificuldades que passava com o cenário da Record.

“Na outra emissora a minha cozinha não existia. Era uma tábua, a geladeira era pintada na parede, os vasinhos pintados… Não tinha móvel, não tinha pia, eu precisava botar embaixo da tábua um balde com água para de vez em quando lavar a mão”, confessou.

Ana Maria Braga, inclusive, falou para Tatá Werneck que foi a “precariedade” da Record que a fez criar um de seus maiores bordões na televisão

 “Eu falava ‘chama os cachorros’ para poder lavar a mão. Tinha que dar um jeito, como eu ia explicar que eu sumia?”, brincou ela.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!