Andressa Urach surpreende e revela como vai pregar Deus daqui pra frente

Andressa Urach volta com novas declarações polêmicas (Imagem: Reprodução / Instagram)

Andressa Urach fez novas declarações polêmicas e voltou a repercutir na internet. Em entrevista ao UOL, ela falou sobre ter retomado seu antigo estilo de vida após seis anos reclusa na Igreja Universal.

Hoje sócia e garota-propaganda do concurso Miss Bumbum, ela disparou: “É uma fase maravilhosa, que ajudou na minha autoestima. Passei por um período muito delicado, mas agora é vida nova”.

“O Miss Bumbum me trouxe vida. Sou grata ao concurso, porque fiquei conhecida no Brasil e no exterior por causa dele. Está sendo o melhor ano da minha vida”, disparou, meses depois de deixar a igreja.

“Fazia seis anos que eu estava me sentindo apagada, murcha, eu não conseguia mais me amar, me valorizar. O concurso Miss Bumbum veio me ajudar nessa fase delicada. Até me emociono”, revelou.

“Se voltar no tempo e pensar em tudo o que aconteceu nos últimos anos, só posso ser grata por tudo o que tem acontecido”, agradeceu, mas ressaltou que não voltou a ser o que era agora.

“A velha Andressa morreu. São três fases: a velha Andressa, a irmã Andressa e a nova Andressa. Digo que agora sou uma Andressa melhorada. Nem quero falar sobre a igreja, porque me machucou muito”, disparou.

“A minha fé continua inabalável. Não são tijolos que vão definir meu relacionamento com Deus. Eu me reconheço como pecadora e sei que Jesus terá misericórdia de mim no dia do julgamento da minha alma”, revelou.

“Tudo que é em excesso faz mal. Entendi que uma unha postiça preta não é pecado. Um cílio postiço não vai me levar para o inferno. Posso me amar, me valorizar e saber os meus limites”, confessou Andressa Urach.

“O que machuca a nossa consciência nos agride. Se a minha consciência não está me acusando, eu estou em paz”, afirma. Conhecer Jesus foi a melhor coisa que me aconteceu, porque tenho paz interior. Mas eu era religiosa”, assumiu.

“Eu julgava as pessoas e me achava supersanta, achava que só eu seria salva. Eu achava que tudo era pecado. Tinha medo até de me expressar para não pecar contra Deus. Tudo é um processo e encontrei o equilíbrio”, garantiu.

Sobre os decotes, adiantou: “Eu gosto de me sentir gostosona. Mas tudo tem um local. O bom é ter a liberdade de usar uma roupa mais comportada ou um superdecote. Não vejo pecado nisso. O pecado está nos olhos de quem julga.”

E sobre o bumbum, disse que vai continuar pregando Deus com ele: “Agora que mudei a forma de me vestir, muitos disseram: ‘Eu sabia que ela nunca tinha mudado’. Eu estava esperando por isso”.

“Não me importo com o que as pessoas falam. Sei da minha intimidade com Deus. Vou continuar falando dele mesmo com o bumbum de fora! Vou falar de Jesus, porque eu o amo. E aceita que dói menos. Simples!”, disparou.

Sobre a comunidade LGBTQ, ela rasgou elogios: “Eu amo os gays. Esse foi um dos motivos pelos quais me desprendi da religião. Não é seu desejo sexual que vai interferir no seu caráter ou dizer que você seja indigno de Deus”.

“Que absurdo é esse? Hoje sou livre com a minha fé e é necessário ter esse respeito, essa empatia. O problema das pessoas com a religião é que ela separa. A fé une”, finalizou.

Confira:

Clique aqui para ver o vídeo, caso não consiga visualizar!

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›