Alexandre Frota e PSL
Alexandre Frota foi expulso do PSL após críticas contra o governo de Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Instagram)

Deputado federal pelo PSL, Alexandre Frota acaba de ser expulso do partido após as recentes críticas contra a legenda e explicitamente ao governo do presidente Jair Bolsonaro. O pedido de expulsão partiu da deputada Carla Zambelli (SP).

O PSL decidiu nesta terça-feira (13) a expulsão de Frota. Da Câmara para o Senado, Major Olímpio (SP) também pediu o afastamento definitivo do colega da sigla.

Para Carla Zambelli, Alexandre Frota demonstrou “infidelidade” ao atacar não só o governo, bem como seus colegas de bancada. A integrante do partido alegou que a abstenção do parlamentar na votação do 2º turno da Previdência foi entendida como uma traição ao PSL. Na proposta, a reforma foi aprovada por 370 votos a favor, 124 contra e uma abstenção, a do ex-ator.

Nas últimas semanas, Frota travou briga com o governo e com os colegas do partido. O rompimento entre o deputado e o governo começou em março, quando Bolsonaro interrompeu a participação de Alexandre e suas indicações à Ancine. Na época, ele culpou os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e Osmar Terra, Cidadania. A informação é do Estadão.

O famoso deu entrevista e compartilhou reportagens com críticas duras contra o presidente, a qual ele já destacou ter sido a sua “maior decepção”. Contra Major Olímpio, Frota afirmou que o senador instalou uma “milícia de ex-PMs” no PSL e bateu boca com Carla Zambelli, após a colega acusá-lo de se aproximar deliberadamente do governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

O presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), declarou, antes da decisão, que caberia à executiva nacional do partido analisar a expulsão, já que o partido não tem um conselho de ética. “Ele está desalinhado com a legenda”, acrescentou Bivar, destacando uma relação “áspera” criada por Frota dentro da sigla. Alexandre Frota tinha como certa sua expulsão do partido.

Na decisão, Luciano Bivar observou um “desalinhamento” entre o partido e Frota pelas “ofensas” que o mesmo fez recentemente a integrantes do partido e que, por isso, a opção pela desfiliação foi tomada.

Ainda de acordo com o presidente do PSL, a expulsão não acarretará na perda do mandato do deputado, que tem liberdade para entrar em outra sigla a partir de agora. Segundo o G1, Major Olímpio afirmou, após deixar a reunião, que estava “satisfeito com o partido” com a expulsão do colega.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!