Após briga com Ludmilla, Anitta revela decisão sobre Onda Diferente

Anitta
Anitta revela decisão sobre Onda Diferente, após briga com Ludmilla (Imagem: Reprodução / Instagram)

Anitta decidiu abrir o jogo sobre a polêmica envolvendo a autoria da música Onda Diferente, gravada por ela e Ludmilla, com a participação do rapper Snoop Dog e do produtor musical Papatinho.

A Poderosa falou sobre o assunto durante a 20ª edição do Grammy Latino, que aconteceu nesta quinta-feira (14), nos EUA. Ao G1, ela garantiu que não pretende reivindicar a autoria da canção, registrada no Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) apenas no nome de Ludmilla e de Calvin Broadus – o Snoop Dogg.

“Não…está tudo certo da minha parte. Pra mim, não existe nada de ruim. Eu sempre faço de tudo para que fique tudo positivo. Está tudo ótimo pra mim”, afirmou a famosa.

Anitta foi indicada ao Grammy Latino na categoria de Melhor Álbum de Música ‘Urban’ com o disco Kisses, mas não levou o título. No entanto, ela fez uma apresentação em homenagem aos 20 anos do evento.

Na conversa com o site da Rede Globo, a cantora falou sobre as parcerias internacionais que fez em 2019: “Cantar com o Snoop Dogg e com a Madonna pra mim foi ‘zerar a vida’, já senti que não precisava de mais nada. Logo depois a Mariah Carey me respondeu, conversou comigo, e aí isso pra mim é …eu estou muito realizada no meu trabalho, muito feliz profissionalmente, não me falta mais nada”.

Já para 2020, a famosa confirmou que pretende diminuir o ritmo de shows e a agenda intensa de compromissos para focar na família.

Quero poder desfrutar mais da minha família e dos meus amigos, porque eu trabalhei tanto nesses anos e a gente não pode negar que acho que agora só falta isso, aproveitar um pouquinho mais de tudo isso com eles”, finalizou ela.

Iza fala o que pensa sobre briga entre Anitta e Ludmilla

Após Pabllo Vittar dizer que não é a favor da briga entre Anitta e Ludmilla ser incentivada pela mídia, a cantora Iza resolveu fazer o mesmo e detonar a comparação entre mulheres.

Questionada pela revista GQ Brasil, a artista afirmou: “As comparações entre mulheres na música são machistas e desnecessárias, e feitas por pessoas que acham que elas são comparáveis”.

“Nós somos todas diferentes, especiais e incríveis. Isso é fruto de um mercado que é machista mesmo, mas acredito que as coisas estão mudando”, disse ainda à publicação de novembro, da qual foi capa.

“Sei que os rótulos existem, mas nunca me importei com eles. Se a gente ficar se apegando a isso, esquece o que é mais importante [música]”, afirmou a musa, que se prepara para sua primeira parceria internacional.

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WordPress Lightbox