Após Marimar, Ministério da Justiça obriga Globoplay a reclassificar O Cravo e a Rosa

Globoplay
Ministério da Justiça pede para Globoplay reclassificar O Cravo e a Rosa (Imagem: Divulgação / Globo)

O Ministério da Justiça acionou o Globoplay mais uma vez para mudar a classificação indicativa de mais um dos seus produtos. O alvo da vez foi O Cravo e a Rosa, que está sendo exibida em edição especial na Globo.

A plataforma de streaming pediu para manter a novela de Walcyr Carrasco com a classificação livre. No entanto, segundo o Diário Oficial desta sexta-feira (1), o Ministério da Justiça recusou o pedido e determinou a mudança para “não recomendado para menores de 10 (dez) anos”.

No documento, a pasta do governo Bolsonaro não entrou em detalhes, mas disse que o folhetim originalmente exibido em 2001 contém cenas de “violência, drogas lícitas e linguagem imprópria”.

Veja Também

O Ministério também salienta que a versão cuja a classificação indicativa que deve ser alterada é a do Vale a Pena Ver de Novo, de 2013. Isso porque o Globoplay também disponibiliza outras duas versões aos seus assinantes.

Nos últimos dias, a plataforma também precisou alterar a idade recomendada para Marimar. O ministério reclassificou a novela de “não recomendada para menores de 10 anos” para “não recomendada para menores de 14 anos”, segundo o órgão, por “denúncia de um cidadão”.

Silvio Santos vem aí…

O Star+ estreará várias novas produções brasileiras ainda neste ano, como O Rei da TV, que contará a história de vida de Silvio Santos. A plataforma ainda faz mistério em torno da data de lançamento, mas será nos próximos meses.

Protagonizada por José Rubens Chachá, Mariano Mattos, Leona Cavalli e Larissa Nunes, filmada na cidade de São Paulo e realizada pela Gullane, a série conta a incrível história de Silvio Santos. Ela mostra as várias fases de sua carreira até se tornar um dos principais empresários da televisão brasileira.

Destaque em trama

Arianne Botelho é uma das atrizes do elenco de Reis, da Record, que estreou no dia 22 de março. A atriz, já participou de Malhação – Vidas Brasileiras e A Lei do Amor, na Globo, e no filme Tudo Bem no Natal que Vem, da Netflix, viverá a personagem Melquisa, uma mulher que representa o amor em seu núcleo familiar.

A personagem faz parte do núcleo de Eli (José Rubens Crachá). Ela é a esposa de Finéias (Edu Porto) e está grávida do seu segundo filho.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Curto-Circuito, por Luiz Fábio Almeida
A coluna Curto-Circuito é assinada por Luiz Fábio Almeida, editor-assistente do RD1, e reúne, de terça a sábado, no início da tarde, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV. O colunista pode ser encontrado pelo luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›