Após pausa, Amor de Mãe chega ao fim com audiência modesta

Amor de Mãe
Thiago Martins (Ryan), Jéssica Ellen (Jéssica), Chay Suede (Danilo / Domênico), Regina Casé (Lurdes), Nanda Costa (Érica) e Juliano Cazarré (Magno) em Amor de Mãe; novela chega ao fim com audiência modesta (Imagem: Reprodução / Globo)

Amor de Mãe chegou ao fim na última sexta-feira (9), mais de um ano após a pausa imposta à produção pela pandemia de Covid-19. A novela de estreia de Manuela Dias como titular, logo no horário “mais nobre” da Globo, registrou audiência modesta ao longo de toda a exibição – dentro, porém, do patamar do horário nos últimos cinco anos. Os dados são referentes a Grande São Paulo.

Amor de Mãe atingiu 30,9 pontos. A trama superou os 29 de Velho Chico (2016), 28,8 de O Sétimo Guardião (2018) e 27,2 de A Lei do Amor (27,2) – também os 29,9 da edição especial de A Força do Querer (2017). Acima do folhetim, os 38,2 de O Outro Lado do Paraíso (2017), 36 de A Dona do Pedaço (2019), 35,7 de A Força do Querer, 33,6 da reprise de Fina Estampa (2011) e 33,4 de Segundo Sol (2018).

O último capítulo de Amor de Mãe anotou 35,7 pontos, 39,1 de pico e 52,5% de participação no número de televisores ligados (share). A última semana amealhou 34,8 de média – a melhor desde os seis capítulos exibidos antes da pausa, entre 16 e 21 de março do ano passado, com 36,7.

Quanto às outras produções em exibição na Globo, cabe salientar que todas apresentaram queda na média semanal, dos capítulos exibidos entre 29 de março e 2 ou 3 de abril, casos dos títulos das seis e das sete, para os veiculados de 5 a 9 ou 10 de abril.

Salve-se Quem Puder alcançou a pior marca desde o início do compacto dos primeiros capítulos: 24,9 pontos ante 25 da semana anterior. A Vida da Gente (2011) oscilou para 19 de média contra 20,6. As novelas são exibidas, respectivamente, às 19h e às 18h.

Malhação – Sonhos (2014) também bateu recorde negativo, acumulando 15,7 pontos diante de 18,3 da semana anterior. Reflexo, talvez, da entrega de Tititi (2010) em Vale a Pena Ver de Novo. Sem Laços de Família (2000), a trama bateu 15,1 versus 18,5 dos cincos primeiros capítulos.

MAIS LIDAS

Duh Secco
Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.
Veja mais ›