Após perder ação na Justiça, Ludmilla exige encontro com Val Marchiori

Ludmilla
Ludmilla quer encontro com Val Marchiori (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Ludmilla perdeu um processo por racismo para Val Marchori e aregiu no Twitter pedindo um encontro com a socialite. Segundo a Justiça, a loira estava exercendo seu direito à liberdade de expressão quando comparou o cabelo da funkeira com um bombril.

“Já que a Justiça não faz nada, quero marcar um encontro com a Val pra ela soltar a liberdade de expressão dela no pezinho do meu ouvido, petição pra esse encontro”, disparou a cantora em sua rede social.

“Quer companhia?”, questionou Tati Quebra Barraco. “Opa! Também quero!”, reagiu Brunna Gonçalves, esposa de Ludmilla. O pedido da artista rendeu mais de 148 mil curtidas e mais de 30 mil comentários.

“Qualquer coisa foi a liberdade de expressão”, ironizou um internauta nos comentários. “É bem capaz dela abrir um processo por esse Twitter e [a] Justiça não entender como liberdade de expressão e lhe condenar”, reagiu outra.

“Escreve, mulher! Canta sobre isso! Mete a canetada da Lu! Através da sua arte nosso povo tem voz! Racismo não é força de expressão!”, aconselhou um terceiro. “Eu até passaria pano, mas para passar pano você precisa estar errada e você não tá. racismo não é liberdade de expressão!”, defendeu mais um.

Ludmilla sofreu outra derrota na Justiça há poucos dias, quando o ministro Luís Roberto Barroso decidiu votar contra a abertura de um processo penal em que o deputado federal Junio Amaral (PSL-MG) se tornou alvo. A ação havia sido feita pela famosa, que acusou o bolsonarista de calúnia, injúria e difamação.

Barroso destacou que o desabafo do deputado contra a cantora estava protegido pela imunidade material, porque tem relação com o combate à criminalidade. “O Deputado Federal, dirigindo-se ao seu eleitorado, levando em conta a conclusão que fez sobre a música composta e interpretada pela querelante, aborda questões relacionadas ao combate ao crime, em especial ao tráfico de drogas, o que pode ser compreendido como destacado tema de sua pauta institucional”, declarou o ministro do Supremo Tribunal Federal.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›