Após veto de novela, atriz diz que Globo é “antro de homossexuais e pedófilos”

Maria Vieira
Maria Vieira voltou a causar polêmica (Imagem: Reprodução / Instagram)

Depois de denunciar que foi vetada de Travessia – próxima novela das 21h da Globo – por causa do seu posicionamento político, Maria Vieira surpreendeu com comentários polêmicos contra a emissora carioca e seus profissionais.

Na mesma postagem em que revelou toda a situação que enfrentou, a atriz portuguesa respondeu algumas mensagens de seguidores que, por exemplo, criticaram o canal brasileiro.

Um internauta disse: “A Globo é um antro de petistas”. A artista, então, reagiu: “[Antro] de petistas, de globalistas, de homossexuais e de pedófilos!”.

Veja Também

Outro seguidor foi ainda mais crítico no seu posicionamento: “Essa é a Rede Globosta de TV. Digo e repito sempre: A realidade é sempre muito pior do que pintamos. Eles não gostam de pessoas corretas, dignas e honradas”. Maria Vieira concordou.

“Vivemos numa ditadura camuflada!!”, apontou uma terceira internauta. A atriz concordou: “Completamente! Vivemos hoje numa ditadura de Esquerda disfarçada de democracia!”.

Atriz diz ter sido cortada de Travessia, da Globo, por ser bolsonarista

Em postagem, ela salientou que foi “mais uma vez alvo de perseguição, de discriminação e de cancelamento por parte do sistema que regula e domina as contratações levadas a cabo na televisão e no mundo artístico”.

Mara Vieira, então, afirmou que foi chamada, no início do mês passado, por uma produtora da Globo para integrar o elenco da trama de Glória Perez, que vai ser dirigida pelo Mauro Mendonça Filho. O enredo terá muitas filmagens em cidades de Portugal e, por isso, teria a participação da famosa.

A atriz contou que aceitou de imediato o convite “porque o projeto me pareceu interessante”: “Porque tenho uma grande admiração pelo Mauro Mendonça e pela Gloria Perez e porque como toda a gente sabe eu amo o Brasil e adoro viver e trabalhar por lá, como de resto fiz regularmente entre 2008 e 2018″.

Ela, então, detalhou um pouco do processo para que pudesse trabalhar no Brasil, mas depois acabou ficando sem contato com a tal produtora. Em seguida, descobriu que foi cortada.

Ainda no longo texto, Vieira começou a soltar suas suspeitas para ter sido cortada: “Não sei quem, na Globo, decidiu impedir a minha contratação. Não sei se a SIC, ao saber do interesse da emissora brasileira, tentou travar a mesma, como já fez no passado”.

Maria, então, declarou que uma das suas suspeitas para que isso tenha acontecido é o fato dela ser uma apoiadora de políticos da Direita.

“O fato de eu ser uma atriz conservadora e de Direita e de ser apoiante do presidente Jair Bolsonaro e Deputada Municipal do CHEGA [um partido político português] terá sido o único motivo pelo qual eu fui afastada do elenco daquela que seria a minha 4ª novela na TV Globo!”, completou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›