Apresentadora da GloboNews revela ter sido vítima de racismo na Record

GloboNews
Apresentadora da GloboNews, Aline Midlej revelou ter sido vítima de racismo na Record (Imagem: Reprodução/ GloboNews)

Aline Midlej foi uma das participantes do Em Pauta, da GloboNews, nesta quarta-feira (3), e desabafou sobre suas experiências com o racismo. A apresentadora, inclusive, alegou ter sido vítima de preconceito na época em que trabalhava na Record.

Sem citar o nome da emissora, a famosa contou uma situação com seu ex-chefe. Ela disse que, na época, lhe pediram para mudar seu penteado. Na ocasião, a jornalista estava prestes a estrear como repórter e o ex-patrão afirmou que os seus cabelos armados não seriam bem assimilados pelo público.

“Eu tinha 22 anos. Meu chefe dessa emissora me disse: ‘Aline, eu só acho que a gente precisa mudar algumas coisinhas’. Eu falei: ‘Em que sentido?’. Ele falou: ‘Algumas coisinhas. Você é bonita, você tem presença, sua voz é boa, mas sabe o cabelo? Acho que não vai ser bem assimilado, acho melhor'”, disparou ela, visivelmente indignada com a situação.

Na ocasião, a âncora rebateu: “Aí eu falei: ‘Então não é aqui que eu vou começar’. E depois eu acabei começando num outro lugar. E a vida dá voltas, né? Depois de poucos anos eu fui chamada pra voltar pra essa emissora e não voltei”.

Aline Midlej não falou sobre a empresa, mas foi na Record que ela fez sua transição de produtora para repórter, segundo informações do Notícias da TV. Em seguida, em 2010, ela foi convidada pela Band, onde ficou até 2016, quando foi contratada pela GloboNews.