Atitude polêmica de Rafinha Bastos rendeu saída traumática da Band e indenização caríssima

Rafinha Bastos e Wanessa Camargo
Rafinha Bastos e Wanessa Camargo foram unidos por uma polêmica pesada (Imagens: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Embora esteja longe da TV desde 2018, a carreira de Rafinha Bastos na comédia se consolidou. No entanto, o auge de seu sucesso chegou quase ao mesmo tempo que o momento mais crítico de sua trajetória, da saída traumática na Band.

Em 2011, após uma matéria com Wanessa Camargo no extinto CQC, tudo começou com Marcelo Tas elogiando a famosa: “Que bonitinha que está a Wanessa Camargo grávida”.

Sem nenhuma cerimônia, e ao vivo, Rafinha disparou um comentário de gosto duvidoso: “Comeria ela e o bebê. Tô nem aí”.

Naturalmente, a piada dividiu opiniões: uns defendiam a liberdade de expressão e outros condenaram totalmente a fala direcionada à Wanessa.

A filha de Zezé Di Camargo escreveu uma carta aberta à revista Veja e, em parte dela, definiu a própria percepção sobre o que ouviu. “Ofendeu, agrediu verbalmente, ironizou e polemizou com o meu filho”.

No final, Wanessa abriu um processo contra o comediante, que foi condenado a pagar R$ 150 mil, inicialmente. Já em 2016, o valor foi atualizado para R$ 320 mil, com a artista doar a quantia para a caridade.

Relembre:

Rafinha Bastos se defendeu na polêmica pós-CQC

No próprio podcast, o Mais Que 8 Minutos, Bastos alegou que fazia esse tipo de piada toda semana. Repetindo e adaptando, ele via graça nessa insistência.

Já na aparição no Inteligência Ltda, o famoso revelou que foi comunicado de uma suspensão por dois programas. Àquela altura, até os patrocinadores estavam incomodados com todo contexto.

No entanto, Rafinha Bastos foi claro que se ele fosse suspenso, não voltaria mais ao programa, por não achar sua tirada algo tão significativo e medo de que isso desse abertura para uma censura progressiva.

O ex-CQC lembrou que entendia a chateação de Wanessa Camargo, mas que não tinha a intenção de fazer um pedido público de desculpas, já que isso faz parte de seu trabalho.

Uma multa milionária foi apresentada para o rompimento, mas os “chefes” desistiram por Rafinha ter sugerido pagá-la de verdade. Monica Iozzi ocupou o espaço na bancada, ao lado de Tas e Marco Luque.

Entre 2014 e 2015, o apresentador ainda ficou na Band no comando do talk show Agora é Tarde.

Confira:

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTQIA+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.