Audiência da TV: Cine Espetacular patina e afunda horário nobre do SBT

SBT
Cine Espetacular derruba a audiência do SBT (Imagem: Divulgação / SBT)

Os filmes se tornaram uma ferramenta para as emissoras de TV em meio à pandemia do novo coronavírus, mas a escolha do SBT para o Cine Espetacular da última terça-feira (11) não agradou os telespectadores. A sessão de filmes derrubou a audiência registrada durante todo o horário nobre.

No ar das 23h39 à 1h09, a emissora de Silvio Santos levou ao ar o filme Sem Lei e registrou apenas 4,2 pontos de média, 5,4 pontos de pico e 10% de share (número de televisores ligados). No mesmo horário, a Globo liderou com 11,3 pontos de média. A Band ficou em terceiro lugar com 3,4 de média, e a Record ocupou um distante quarto lugar com 2,9 pontos. A RedeTV! veio longe com apenas 0,9 ponto.

Antes, o Programa do Ratinho ocupou a vice-liderança isolada. Das 22h40 às 23h39, a atração alcançou 5,6 pontos de média, 6,2 pontos de pico e 9% de share. No mesmo período, a Globo foi líder com 21,6 de média, a Record foi terceira colocada com 4,7 pontos, a Band em quarto com 3,5 de média, e a RedeTV! com 0,5 ponto. Os dados são consolidados pelo Ibope na Grande SP.

À noite, o canal paulista ficou em segundo lugar com Roda a Roda Jequiti (8,3), Chiquititas (7,4) e Cúmplices de Um Resgate (5,9). Mais cedo, a edição inédita do SBT Brasil (5,7) ficou atrás de Globo e Record, sua principal concorrente.

No dia de ontem, o SBT ainda levou ao ar o Primeiro Impacto (3,6), Bom Dia & Cia (5,1), Triturando (3,7), Casos de Família (4,1), O Que a Vida Me Roubou (5,7), Quando Me Apaixono (5,7), The Noite (3,0), Operação Mesquita (2,1), a reprise do Triturando (1,7), Alarma TV (1,7) e Primeiro Impacto (2,4) com Dudu Camargo.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›