Band aposta em nova geração e faz investimento pesado no jornalismo

Band
João Paulo Vergueiro, Douglas Santucci e Rodolfo Schneider: as novas caras do jornalismo da Band (Imagem: Reprodução – Band / Montagem – RD1)

Sem preocupação com a dívida bilionária que afetou suas atividades entre 2013 e 2018, e com uma gestão de negócios cada vez mais eficiente e com os pés no chão, a Band inicia 2020 com boas perspectivas.

Além de negociações envolvendo direitos esportivos e novos formatos no entretenimento, o canal da família Saad vem executando, desde o ano passado, uma ampla e inovadora reformulação em seu departamento de jornalismo.

Novos produtos, equipamentos modernos e o lançamento de jovens talentos contribuem para esta nova era no setor mais importante da emissora. Sob Fernando Mitre, diretor-geral, e Rodolfo Schneider, diretor-executivo, o jornalismo da casa aumentou suas horas ao vivo, promoveu novos profissionais, modernizou sua linguagem, renovou sua identidade visual e prepara para os próximos meses uma reforma em seus cenários.

A ordem agora é apostar em jovens talentos, e ao mesmo tempo não deixar os “cabeças-brancas” sem protagonismo. A direção da Band entende como necessária essa transformação, a fim de não parar no tempo.

No próximo dia 16 vem aí o 1º Jornal, que volta ao vídeo em novo formato, mais participativo e sem o peso de uma bancada. O noticiário será comandado por João Paulo Vergueiro, repórter do Aqui na Band com experiência como apresentador dos tempos da RedeTV!. O título do programa não será um mero detalhe, uma vez que a Band pretende colocar o “1J” no ar às 3h45, antes do início do Hora Um, da Globo, e do Primeiro Impacto, do SBT.

O investimento em jornalismo ao vivo na faixa é motivado pelo crescimento da plateia da emissora no turno da madrugada. Se antes as reprises do Band Notícias, Jornal da Noite e + Info oscilavam entre 0,1 e 0,3 ponto, hoje os telejornais chegam a marcar até 0,6 ponto de média, o que tira a emissora do traço de audiência e a coloca na terceira colocação.

Na data do debute do 1º Jornal, Joel Datena e Laura Ferreira passam a ficar mais tempo no vídeo. Das 6h às 8h com o Bora SP, e das 8h às 9h com o Bora Brasil. Maicon Mendes, uma das apostas dessa nova geração, vai ficar à disposição dos três produtos, permanecendo em cena das 3h45 às 9h. A aposta no rapaz se deve a sua performance no ao vivo, elogiada internamente. Nesta semana, inclusive, Maicon, o próprio Joel e Felipe Garraffa deram um show de cobertura da tragédia provocada pelo temporal na Baixada Santista.

Band
Luiz Megale, Maicon Mendes e Joel Datena: as novas caras do jornalismo da Band (Imagem: Reprodução – Band / Montagem – RD1)

Âncora do Café com Jornal, que deixa a programação, Luiz Megale passa a ancorar o noticiário da rádio BandNews FM entre 6h e 9h, no lugar de Eduardo Barão, que passa a ser correspondente no exterior. O horário e o programa do Megale são os mesmos que pertenciam ao grande Ricardo Boechat. Há, ainda, a possibilidade de Luiz ser aproveitado na BandNews e no rodízio do Jornal da Band aos sábados.

No Jornal da Noite, que segue sob o comando interino de Sergio Gabriel, a Band prepara uma grande reformulação, o que tornará o telejornal mais analítico e participativo. A ideia, inclusive, é apostar em algo na linha do Jornal da Cultura, modelo muito bem executado pelas rádios do Grupo Bandeirantes. Quanto à titularidade, são grandes as chances de, enfim, Douglas Santucci ser efetivado na bancada. Inclusive, o profissional, muito elogiado por seus chefes, foi promovido a chefe de produção de rede, cargo importante no jornalismo da casa.

Além disso, a Band prepara novidades para o Jornal da Band, ancorado por Eduardo Oinegue e Lana Canepa, que ganhou novo pacote gráfico recentemente e mais investimentos nas editorias de Esporte, com Paloma Tocci, e Tempo, com Joana Treptow; e para o Canal Livre, que ganhará nova roupagem em abril.

Em agosto, a emissora do Morumbi segue a tradição e dá início aos primeiros debates envolvendo candidatos a prefeitos de capitais. Em São Paulo, Oinegue, que sucedeu Boechat no JB, ficará responsável por tocar os trabalhos – o mesmo deve se repetir nas eleições de 2022, com os encontros entre presidenciáveis.

A Band também prepara uma cobertura jornalística das Olimpíadas de Tóquio. Mesmo sem os direitos de transmissão, que caberão à Globo, na TV aberta, e SporTV e BandSports no cabo, o canal não vai neglicenciar o evento, muito pelo contrário. Além de recorrer ao coirmão da TV paga, a emissora contará com profissionais exclusivos no evento.

PRÓXIMA MATÉRIA→

João Paulo Dell Santo consome TV e a leva a sério desde que se entende por gente. Em 2009 transformou esse prazer em ofício e o exerceu em alguns sites. No RD1, já foi colunista, editor-chefe, diretor de redação e desde 2015 voltou a chefiar a equipe. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @jpdellsanto ou pelo email jpdellsanto@rd1.com.br.

RECEBA NOTIFICAÇÕES GRÁTIS