Bolsonaro detona a Globo após abraço de Drauzio Varella em assassina

Bolsonaro
Bolsonaro critica a Globo em polêmica envolvendo Drauzio Varella (Imagem: Reprodução / Globo)

O presidente Jair Bolsonaro rasgou o verbo contra a Globo na noite da última segunda-feira (9), e criticou o abraço que o médico Drauzio Varella deu na detenta Suzy, que foi presa há 8 anos após estuprar e matar uma criança de 9 anos.

O político disse que a Globo tratou a assassina como vítima. “Enquanto a Globo tratava um criminoso como vítima, omitia crimes por ele praticados: estupro e assassinato de uma criança. Infelizmente, a Constituição não permite prisão perpétua para crimes tão cruéis”, lamentou no Twitter.

Bolsonaro ainda compartilhou uma montagem de Drauzio Varella com a detenta, uma mulher trans, mas tratada no masculino: “Isso a Globo não mostra: trans abraçado pelo Dr. Drauzio no Fantástico estuprou e matou menino de 9 anos. Reportagem ainda disse que ele foi abandonado pela família, mas não menciona a possível tentativa de estupro a um sobrinho”.

Após a repercussão negativa do abraço, o doutor veio a público e reagiu com uma frase que chamou a atenção. “Sou médico, não juiz”. “Em todos os lugares em que pratico a Medicina, seja no meu consultório ou nas penitenciárias, não pergunto sobre o que meus pacientes possam ter feito de errado”, escreveu ele.

Na edição do Fantástico do último domingo (8), Drauzio Varella entrou em uma penitenciária masculina onde cumprem pena mulheres trans. Ele abraçou uma detenta, Suzy, quando ela revelou que não recebia uma visita há anos.

Confira:

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.

WordPress Lightbox