Bruna Marquezine curte crítica ao Coren em meio ao caso de Klara Castanho

Bruna Marquezine
Bruna Marquezine surpreendeu com atitude após caso de Klara Castanho (Imagem: Reprodução / Instagram)

Bruna Marquezine decidiu alfinetar o Conselho Regional de Enfermagem em meio ao caso relatado por Klara Castanho em suas redes sociais.

publicidade

A atriz revelou em uma carta aberta que foi estuprada, engravidou e recebeu ameaças de uma enfermeira durante o parto do bebê, o qual ela entregou para adoção.

Na ocasião, a profissional de saúde teria insinuado que o caso poderia vazar para um “tal colunista”. Ao retornar para o quarto, após o parto, Klara tinha recebido mensagens do jornalista a questionando sobre o assunto.

publicidade

Veja Também

No Twitter, um usuário criticou o órgão e recordou a atitude que o mesmo tomou em relação à Marquezine no ano passado:

“Mano, quando a Bruna Marquezine se vestiu de enfermeira, o Coren fez post e campanha, mas quando uma enfermeira quebra regras e toda ética do conselho de enfermagem, a bichona faz a muda, né?”.

Ao ver a repercussão do post, Bruna tratou de curtir a publicação e foi apoiada. “Exatamente, perfeita lembrança”, disse um. “Brasil sendo Brasil“, criticou outra. “A militância seletiva”, opinou mais um.

publicidade

Hospital em que Klara Castanho ficou internada se pronuncia sobre vazamento de dados

O hospital em que Klara Castanho ficou internada, em São Paulo, informou que será aberta uma sindicância interna para investigar a denúncia feita pela atriz. A famosa, ontem (25), contou que uma enfermeira teria ameaçado divulgar à imprensa informações sigilosas sobre a entrega para adoção de bebê fruto de um estupro.

No comunicado, divulgado ao G1, a instituição declarou que “tem como princípio preservar a privacidade de seus pacientes bem como o sigilo das informações do prontuário médico. O hospital se solidariza com a paciente e familiares e informa que abriu uma sindicância interna para a apuração desse fato”.

publicidade

Klara Castanho, cabe lembrar, publicou um relato em suas redes sociais em que revelou que foi estuprada, engravidou e decidiu entregar o bebê diretamente para adoção.

Mais cedo, o Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) também anunciou que fará uma apuração sobre o caso. Em nota, o Coren-SP disse que compete ao conselho investigar situações em que haja infração ética praticada por profissional de enfermagem e adotar as medidas previstas no Código de Processo Ético.

Coren se manifesta

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) revelou neste domingo (26) que vai apurar a denúncia de Klara Castanho sobre vazamento de informações sigilosas. Em seu relato, ontem (25), a atriz afirmou que teria sido abordada por uma enfermeira, que teria ameaçado divulgar para a imprensa o seu caso.

publicidade

A artista, cabe lembrar, contou ao público os detalhes da entrega para adoção de bebê fruto de um estupro, após ser alvo de comentários nas redes sociais e de colunistas.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Segundo a famosa, enquanto ainda estava sob efeitos de anestesia, em hospital de São Paulo, após dar à luz criança, ela revelou que foi tratada com indiferença pela equipe médica que a atendeu, sobretudo por uma enfermeira.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Guinho SantosGuinho Santos
Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.