Carlinhos Maia
Carlinhos Maia falou sobre a ajuda que Whindersson Nunes deu a ele (Imagem: Divulgação / SBT)

Carlinhos Maia apresentou a já turística Vila Primavera, em Penedo, Alagoas, para o programa “Eliana”, do SBT, neste domingo (14). O digital influencer conversou com a apresentadora sobre a ajuda aos moradores da região e rebateu as críticas que recebe por usar a imagens da população.

“Tem gente que diz que é forçado. Forçado é você que não pratica o bem. Quando você vê alguém praticando um bem ainda diz que é ofensa. Ofensa está em você, não em mim. Sei muito bem quem eu sou”, disparou o humorista.

A segunda personalidade no mundo com o maior número de visualizações do Stories do Instagram, Carlinhos Maia comentou que a riqueza dele também é criticada por algumas pessoas. “A gente tem que usufruir do nosso dinheiro. No Brasil parece um crime. É meu dinheiro, não estou roubando não. As pessoas precisam olhar o pobre crescer e dizer: ‘Vai ser eu da próxima vez’. Eles não fazem isso. Me irritam. Eu não mudei, meus amigos são os mesmos daquela época. Eles estão comigo”, disse.

Ao rebater as notícias falsas e verdadeiras sobre sua vida, o artista garantiu que não comprou nenhum jatinho e confirmou que quebrou quatro celulares do noivo, Lucas Guimarães, por ciúmes dele.

“Toda paixão tem suas consequências. A gente ficou juntos eu tinha 16 anos e ele também. A gente era muito apaixonados, ferro e fogo. Mas isso era coisa de adolescente. A gente já brigou bastante”, revelou. Os dois vão se casar neste ano em cerimônia com show de Wesley Safadão e Simone, da dupla com Simaria, Anitta e Kevinho entre os padrinhos.

Outro momento que chamou a atenção foi o comentário de Carlinhos Maia deu sobre uma antiga rixa com Whindersson Nunes, famoso do YouTube. “Sou muito fã dele. Ele é de uma humildade e respeito. No começo eu ficava tentando competir com ele, que sentou comigo e disse: ‘Carlinhos, eu tentei competir com alguém já. Ela fazia 50 vídeos no mês e eu fazia 8. Aí eu parei de competir com essa pessoa e tentei fazer os meus 8 vídeos muito melhor que o que eu fazia. Nós não somos competidores. Estamos aqui para nos ajudar’. Naquele momento eu saí de lá e pensei: ‘Que porra eu estava fazendo’. Que nada, foi mais uma lição que aprendi. Ele maior que eu, como já era, me disse que estava ali para me ajudar. Como eu estava competindo com um cara desses? Desculpa, Whindersson, e muito obrigado”, desabafou.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!