Carolina Dieckmann lembra roubo de fotos íntimas e desabafa sobre dificuldades que enfrentou

Carolina Dieckmann
Carolina Dieckmann lembrou episódio no qual teve fotos íntimas expostas na internet (Imagem: Reprodução / Instagram)

Carolina Dieckmann voltou a comentar sobre o episódio das fotos íntimas que foram vazadas anos atrás e que inspirou uma lei sobre crimes na internet. A atriz acredita que a forma como encarou o caso na época, e as dificuldades para a tipificação como delito, ajudaram a influenciar na legislação.

Uma pessoa hackeou o meu e-mail, viu que eram fotos sensuais, tentou tirar dinheiro de mim. A gente foi à delegacia, tentou que a Justiça fosse feita porque não tinha lei ainda. Se eu fosse te dizer o que aconteceu até eu virar nome de dei, foi uma postura certa na hora certa. A gente precisava ter uma lei na internet. Não tinha nada“, lembrou ela em uma live no Instagram, do site Glamurama.

O juiz me disse isso: que eu ia virar nome de lei e, felizmente, não ia poder usá-la. Eu fico toda arrepiada. É lindo porque é para todas as mulheres e para todas as pessoas que sofrem. Eu não me utilizei dela (da lei) e ao mesmo tempo uma postura, a maneira como eu lidei com aquilo, hoje pode ajudar muita gente mesmo sem me ajudar neste caso específico“, acrescentou Dieckmann.

A artista também desabafou sobre assédio dentro dos bastidores da TV. “Antigamente, não adiantava denunciar porque aquela pessoa podia ser mais poderosa e não acontecer nada. A gente está amplificando as vozes, escutando mais, as histórias estão chegando mais. Isso tanto no mundo como na Globo, que é a nossa empresa. E em outras empresas também“.

Apesar de avaliar que nunca sofreu nenhum episódio, Carolina Dieckmann lembra de ter flagrado situações com colegas de trabalho. “Eu já presenciei broncas de diretores que não vão rolar mais. O que falei sobre assédio moral é também sobre assédio sexual“, ponderou a atriz.