Globo
William Waack foi um dos primeiros jornalistas contratados pela CNN Brasil (Imagem: Instagram / CNN)

A CNN Brasil anunciou no início da tarde desta terça-feira (18) o local escolhido para a sua primeira sede no Brasil. O prédio está localizado na cidade de São Paulo, na Avenida Paulista, um dos pontos mais importantes da metrópole.

Os estúdios e escritórios do novo canal de notícias estão na Avenida Paulista, no número 1374. A instalação conta com quatro mil metros quadrados de área útil, posicionada em mezaninos que ficam de frente para a avenida.

Profissionais de arquitetura, engenharia, tecnologia e cenografia trabalham a todo vapor nos projetos dos escritórios, do parque tecnológico e dos estúdios. “O lugar que escolhemos para a CNN Brasil foi estratégico”, afirma Douglas Tavolaro, founder e CEO da empresa.

No passado, o prédio foi sede do antigo Banco Real e, recentemente, passou por um processo de modernização. A área estará integrada à Cidade Matarazzo, um complexo de lazer e de entretenimento com o intuito de revitalizar toda a região.

O local escolhido é próximo de famosos edifícios brasileiros, como o do MASP e da FIESP. “Queremos fazer parte do dia a dia dos brasileiros e estar integrados com público. Por isso optamos por estar no centro pulsante e cartão postal da maior cidade do país, próximos das pessoas”, completa o CEO. Nos próximos dias serão anunciadas as localizações das redações do canal pago no Rio de Janeiro e em Brasília.

Confira as primeiras imagens do local:

 

CNN Brasil surpreende e muda regras para contratar Evaristo Costa

A ida de Evaristo Costa para a CNN, anunciada na última semana, foi o resultado de um “namoro” de cerca de dois meses e meio, em Londres, onde o jornalista vive e, também, onde vai gerar conteúdo para terras tupiniquins.

Segundo informações do jornalista Daniel Castro, a demora para o acerto foi o fato de que Evaristo queria continuar fazendo publicidade, uma exceção entre os jornalistas do canal. A CNN aceitou, mas impôs que ele submeta às futuras campanhas à aprovação do canal.

O ex-âncora da Globo só aceitou o assédio pois a CNN queria um apresentador menos sisudo. Ele também não queria assumir uma bancada novamente, nem abrir mão de morar e trabalhar na capital inglesa.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos