Com MasterChef, jurados apontam aumento do gosto pela gastronomia

MasterChef Brasil
Jurados do MasterChef Brasil são mais críticos em nova temporada (Imagem: Reprodução / YouTube)

Prestes a estrear a nova temporada do MasterChef, Henrique Fogaça falou sobre como o programa de culinária alavancou o gosto pela cozinha. Os jurados do talent show estiveram em uma coletiva de imprensa online e comentaram sobre as novidades que a atração teve que se adaptar em meio à pandemia da Covid-19.

O chef comentou sobre as mudanças da sociedade brasileira com a gastronomia. “Eu vejo as mudanças de uma sociedade diante da gastronomia. O que a gente mostra na TV desperta o interesse nas pessoas e agrega o convivência delas. Muita gente cozinhando, com certeza, são males que vêm para o bem. Neste período que estamos atravessando, cozinhar é um momento que vem como um refúgio. É um esporte e uma profissão muito boa”, destacou Fogaça, que emendou sobre a adaptação das provas: “As provas estão mais acessíveis às pessoas, esta temporada vai aproximar mais as pessoas”.

Sobre o jogo, a apresentadora Ana Paula Padrão contou que a disputa ficou mais emocionante. “O jogo ficou mais rápido e, ao mesmo tempo, as pessoas mostram muito mais suas personalidades mais rápido. Elas sabem que têm muito menos tempo e estão sob pressão maior do tempo. Ao contrário do que eu imaginava no começo, de ter pouco tempo para estudar cada personagem e para as pessoas se revelarem, isso não tem acontecido e cada um tem se revelado mais rapidamente e ganhando torcida ou antipatia mais rápido também”, revelou a jornalista.

Padrão falou ainda sobre como ficou a relação com os participantes neste curto período de tempo. “Isso é incrível e eu realmente tinha dúvidas [sobre dar tempo de conhecer os participantes]. As pessoas estão acostumadas com muitos episódios e vão entrando no clima daquela pessoa, mas acontecia muito de as pessoas ficarem guardando as cartas na manga e não entregavam a própria personalidade, o caráter, a capacidade de trair um ao outro ou a de fazer aliados e tudo o que elas podiam cozinhar para uma hora certa de entregar tudo aquilo. Agora, não. Elas já chegam para o tudo ou nada e você já conhece aquelas pessoas rapidamente”, disse.

CONTINUE LENDO →

Reuber Diirr é formado em jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Com passagens pela Record News ES e TV Gazeta (Globo/ES), é apaixonado por televisão e acompanha as coletivas de imprensa com matérias exclusivas em vídeos com os artistas para o RD1. Além disso, produz conteúdo multimídia com as principais informações dos famosos para o Instagram, Twitter, Facebook e Youtube do RD1. Acompanhe os eventos com famosos clique aqui!