Curado da Covid-19, Heitor Martinez desabafa sobre momento delicado que enfrentou

Heitor Martinez
Heitor Martinez ficou 13 dias internado (Imagem: Reprodução / Instagram)

Já curado do coronavírus, Heitor Martinez, que ainda segue se recuperando das sequelas deixadas pelo vírus, ainda se lembra bem do que enfrentou nos 13 dias que ficou internado por causa da doença. Em conversa com a revista Quem, o ator relatou o que viveu.

“Foram dias de muita tensão e incertezas, principalmente a primeira semana. O medo e a confiança estavam sempre presentes. E, a cada exame de sangue e a cada visita dos médicos, a confiança foi vencendo”, iniciou o artista, que revelou que tentou não pensar no pior.

“Meu mantra era o foco na respiração. Imaginava cada parte do meu corpo recebendo o oxigênio necessário e, principalmente, confiava nos médicos que sempre foram claros nos procedimentos tomados para a minha recuperação”, pontuou o ex-global.

“Minha internação foi na hora certa, pois meu nível de oxigenação estava caindo perigosamente. Só soube da possibilidade da intubação no nono dia [de internação], quando meu quadro já estava evoluindo para a alta hospitalar e os médicos me revelaram que por pouco não fui intubado. Fiquei bem chocado, mas aliviado. Usei quatro tipos de ventilação não invasiva e minha adaptação rápida evitou o pior”, completou.

Em casa desde o dia 16 de abril, Heitor tem realizado diariamente fisioterapia motora e pulmonar: “Já entendi que os exercícios de respiração serão meus parceiros pelo resto da vida. Ainda me sinto cansado após lavar a louça ou ficar em pé por muito tempo. O corpo simplesmente desliga e tenho que me deitar. Já estou diminuindo a dosagem dos remédios e a alimentação e o sono estão bem”.

“Foi uma experiência muito forte e assustadora. Nos primeiros dias em casa, eu sentia uma felicidade e satisfação nas menores coisas: abrir os olhos de manhã, sentir o cheiro do café, abraçar minha companheira, deitar, pegar sol na janela. Minha relação com os profissionais da Clínica São Vicente me mostrou que a vida é o encontro, é a relação, nós somos o que fazemos com esse encontro, por nós e pelos outros”, disse Heitor Martinez.

“Sou eternamente grato a essas pessoas e desejo que esse carinho e atenção com que fui atendido seja a base das relações humanas. Agradeço demais também a corrente de amigos que me enviaram força e energia que me alimentaram dia a dia. E agradeço à minha família que me deu total tranquilidade, apoio e confiança para lutar e vencer. A vida é urgente”, finalizou.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›