Dani Bolina revela que precisou parar de amamentar e explica razão

Dani Bolina
Dani Bolina é mãe de Luna (Imagem: Reprodução / Instagram)

Mãe de Luna, que nasceu no dia 30 de março, Dani Bolina contou que não está mais amamentando a filha. No Instagram, a ex-Panicat contou que enfrentou sérios problemas.

A revelação foi feita após a famosa publicar um registro nos Stories com o texto: “Só quem é mãe e completou 24 horas sem mastigar levanta a mão. A pessoa vive a base de café e energético”.

Um tempo depois, Dani respondeu questionamentos deixados por fãs: “Postei mais cedo que estava à base de café e energético, e muita gente me perguntou se eu não estava amamentando. Não! Tive sérios problemas, não estou mais”.

Veja Também

“Prometo que falarei aqui disso para vocês e também farei o relato de parto que muitas de vocês também pediram“, afirmou.

Dani Bolina faz anúncio

Cabe lembrar que quando Luna nasceu, a influencer, fez uma publicação no Instagram para contra a novidade. “Ela chegou ontem, 30/03/2022, às 9h20, medindo 51 centímetros e pesando 3,830 quilos. O caminho foi longo e desafiador para mim. O trabalho de gerar uma vida, um milagre, foi o meu milagre”, escreveu.

“Obrigada, Deus, por essa chance. Minha filha é maravilhosa e saudável. Tive uma gravidez tranquila. Acredito na transformação que terei a partir de agora, não só a minha, mas como a do meu marido. As nossas prioridades mudarão para sempre e tudo em nossas vidas será diferente”, finalizou.

“Estamos preparados para essa missão e prontos para você, filha! Queria desde já agradecer toda a equipe que cuidou de mim nesse pré e cuidará no pós. (…) Estamos super cansados, mas encantados com ela. Não dormi um minuto sequer esta noite. Luna é demais, estamos todos apaixonados #babybolina #luna #danibolina #teambolina #sermamaeemmiami #maedemenina“, finalizou.

Dani Bolina abre o coração

No início da gestação, a famosa contou uma situação delicada que viveu:

“Eu não domino o inglês ainda. Não consigo me comunicar totalmente em inglês. Eu estava bem apreensiva por conta disso. Eu ia nos lugares com o Thiago, e era difícil. Você pode dizer: ‘Ah, mas tem o tradutor’. Mas eu quero falar com o médico e quero que ele me entenda. Não quero falar para uma pessoa, para essa pessoa repassar para o profissional. É um telefone sem fio. No final, não chega do mesmo jeito. Era uma coisa que estava me deixando muito ansiosa”.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Carol Bittencourt
Brasileira vivendo em Portugal, Caroline Bittencourt é jornalista, pós-graduada em Comunicação e Design Digital. Atua como redatora e produtora de conteúdo para as redes sociais. Colabora com o RD1 desde 2018. Ama viajar, seja chegando em um novo destino ou em frente à TV assistindo uma boa série.
Veja mais ›