Alexandre Frota
Alexandre Frota desabafou sobre atitudes do governo (Imagem: Reprodução / Facebook)

Deputado federal pelo PSL (SP), Alexandre Frota se manifestou nas últimas horas sobre dois assuntos que dominaram os noticiários: a saída do jornalista Marco Antonio Villa da rádio Jovem Pan e o desejo do governo de Jair Bolsonaro na Fórmula 1 no Rio de Janeiro e não mais em São Paulo.

No início da terça-feira (25), Frota não escondeu a preocupação pela demissão de Marco Antonio. O famoso destacou que o jornalista foi o primeiro “dessa era a ser demitido”, cem citações diretas ao governo ou a Bolsonaro. “Villa é o primeiro jornalista apresentador dessa era a ser demitido. O poder não gosta de críticas”, avisou.

“A Jovem Pan perde muito mas isso não conta, o $ se sobrepõe ao talento/Jornalismo /profissionalismo/informação”, desabafou. “Temos aqui um Jornalista calado, censurado e tirado do jogo”, disparou Alexandre Frota.

A crítica ao governo ficou mais evidente com a sua posição sobre a construção do autódromo em Deodoro, no Rio, para a Fórmula 1. Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria, travaram uma disputa nas últimas semanas pela preferência da Fórmula 1.

“Fórmula 1 é em SP, pela experiência e por ser tradicional”, ressaltou Frota. “Não queremos gastar e agora vamos construir um autódromo no Rio que funcionará três vezes no ano”, argumentou o deputado federal. Em seguida, lembrou da curva que o Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, deu ao Senna. “E o S do Senna? Ou vão criar a curva B? Tem coisa que não dá para entender”, reclamou.

Confira:

Detonado por Olavo de Carvalho, Alexandre Frota reage e faz denúncia

Alexandre Frota não ficou calado após o ataque de Olavo de Carvalho. O deputado federal pelo PSL rebateu a ofensa do ideólogo e conhecido como “guru” do governo de Jair Bolsonaro e apresentou o que definiu como tática da ala olavista para derrubar nomes do atual governo.

Em seu perfil no Twitter, Olavo afirmou que Alexandre Frota fez “carreira no teatro mostrando o pinto e o cu”. Vinte e oito minutos após a humilhação pública, o político se manifestou em sua rede social.

Frota destacou que no governo não falta “pavão” e mostrou a tática usada por Olavo em derrubar nomes vinculados a Bolsonaro. “No Governo não falta Pavão, o método tem sido assim: primeiro é esculachado pelo Olavo, depois que esse rato faz o serviço sujo, entram os miquinhos amestrados nas Redes. Bom aí entra o Rei e manda embora de um jeito absurdo”, revelou.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!