Dia Mundial de Conscientização do Autismo: relembre personagens da dramaturgia que sofrem de espectro autista

Benê (Daphne Bozaski) e Linda (Bruna Linzmeyer) (Divulgação / Globoplay)
Benê (Daphne Bozaski) e Linda (Bruna Linzmeyer) (Divulgação / Globoplay)

Fernanda Bande, eliminada no 15ª paredão do BBB 2024, neste último domingo 31/03, emocionou a web ao reencontrar o seu filho, Marcelo, de 11 anos de idade.

A confeiteira compartilhou um vídeo em uma de suas redes sociais do exato momento em que viu o primogênito após o confinamento. Dentro da casa mais vigiada do Brasil, a Loba, apelido carinhoso dado pelos fãs, revelou que o pequeno sofre de transtorno de espectro autista.

O  Dia Mundial da Conscientização do Autismo é celebrado nesta quarta-feira, dia 02/04 e foi criado no ano de 2007 pela Organização das Nações Unidas (ONU). O autismo afeta 1 em cada 100 crianças em todo o mundo, e a condição se caracteriza por dificuldades de interação social e comunicação direta com outras pessoas.

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é dividido em 3 níveis, de acordo com a gravidade do caso. Veja o vídeo de Fernanda com Marcelo.

Relembre personagens da nossa dramaturgia que estavam em diferentes níveis do espectro autista

Benê (Daphne Bozaski) em Malhação - Viva a Diferença e As Five (Divulgação/Globoplay)
Benê (Daphne Bozaski) em Malhação – Viva a Diferença e As Five (Divulgação/Globoplay)

Em Malhação – Viva a Diferença e As Five, Benê, personagem de Daphne Bozaski, era uma jovem inteligente, sensível e encantadora. Inicialmente com dificuldades sociais devido ao Asperger, ela encontrou nas amigas a força para lidar com as adversidades, e conseguir mostrar ao mundo seu talento no piano.

Ravi (Juan Paiva) em Um Lugar ao Sol
Ravi (Juan Paiva) em Um Lugar ao Sol (Divulgação / Globoplay)

Ravi (Juan Paiva) de Um Lugar ao Sol também estava dentro do espectro autista, embora detalhes disso nunca tenham sido deixados claros na trama de Lícia Manzo. O rapaz ficava nervoso em diversos momentos, tomava remédio controlado e tinha hiper foco quando o assunto era relacionado a insetos.

Justina (Julia Stockler) em Éramos Seis
Justina (Julia Stockler) em Éramos Seis (Divulgação / Globoplay)

Já Justina, vivida por Julia Stockler em Éramos Seis, devido à época em que a trama se passava, e o conhecimento limitado sobre o autismo, era uma incógnita para todos à sua volta. A jovem era criada dentro de uma redoma pela mãe, Emília (Susana Vieira), que a mantinha presa para que ela não causasse vergonha à família. Justina tinha paixão pela arte.

Linda (Bruna Linzmeyer) em Amor À Vida
Linda (Bruna Linzmeyer) em Amor À Vida (Divulgação / Globoplay)

Em Amor à Vida, o autor Walcyr Carrasco até tentou abordar o espectro autista através de Linda (Bruna Linzmeyer), mas foi criticado pela abordagem pouco realista. A personagem vivia dentro de sua própria realidade, e sempre que aparecia, se assemelhava a um bebê, mas no fim acabou casada com o próprio terapeuta, Rafael (Rainer Cadete).

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui