Globo
Direção da Globo comete equívoco com transmissões esportivas (Imagem: Divulgação / Globo)

A Globo é imbatível no esporte qualquer que seja. E todo monopólio prejudica quem consome, que é o público da TV. Por economia, e uma economia boba, deixaram de mandar narradores e comentaristas aos estádios de futebol para transmitir os jogos.

Um narrador e um comentarista que ficam no estúdio transmitindo os jogos, sem sentirem o clima da plateia e da torcida no campo de futebol, aquela gente toda gritando e xingando os jogadores, aquele cenário incrível que é um estádio lotado, não vão ter a emoção para transmitir ao público.

Por melhor que sejam os narradores a emoção fica de fora. A melhor narração de futebol feita por Galvão Bueno foi 1994, na Copa do Mundo, quando ele estava sentado no meio da torcida porque o campo não tinha espaço na cabine para todo mundo.

Ali, debaixo de calor sem proteção de cobertura, ali, ao lado de Pelé, Galvão era o povo brasileiro narrando e bradando o gol da Seleção. Ali no meio da plateia Bueno se levantava para narrar. Até na cabine lá em cima narrador bom não narra sentado, mas sim de pé.

Ficar no estúdio da TV narrando futebol é coisa de quem não sabe o que é transmitir emoção. Daqui a alguns anos, por questão de segurança, é bem capaz que criem plateias eletrônicas com apenas os jogadores de verdade em campo. Emoção é coisa importante na TV aberta. Sem ela o jogo não tem graça.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA