Elas por Elas: Quem matou Bruno na primeira versão da novela? Remake pode trazer mudança

Bruno e Natália (Mariana Santos) em Elas por Elas
Elas por Elas: Mistério envolvendo a morte de Bruno pode mudar no remake (Imagem: Reprodução – Globo / Montagem – RD1)

O remake de Elas por Elas está deixando o público com algumas dúvidas, principalmente pelas possíveis mudanças. Entre algumas das maiores revelações está o mistério por trás da morte de Bruno (Luan Argollo).

Natália (Mariana Santos) sofre muito por essa tragédia e quer fazer de tudo para descobrir o que aconteceu. Na versão de 1982, a personagem foi interpretada por Joana Fomm e deu o que falar naquela época.

Por incrível que pareça, o rapaz havia sido empurrado da cachoeira pela própria irmã e acabou morrendo ainda na infância. Na trama que está no ar, Bruno caiu de um precipício e não resistiu, deixando as protagonistas em choque.

O trauma para Natália acabou fazendo com que sua memória fosse afetada e as coisas ficassem complicadas. Por isso, a irmã de Pedro (Alexandre Borges) acredita que suas amigas são as responsáveis pelo crime.

Elas por Elas: Segredo da morte de Bruno foi revelado só no final da primeira versão

Diferente do que pode acontecer agora, a primeira versão entregou o mistério apenas na reta final. Por isso, a moça passa o tempo todo em busca de pistas para entender o que rolou.

Anteriormente, o envolvimento de seu irmão mais velho com suas amigas era apenas para ajudá-la na investigação. Por outro lado, sabemos que o texto de Thereza Falcão e Alessandro Marson sofrerá algumas mudanças.

Depois do capítulo de número 100, a história promete seguir de maneira completamente inédita. Por isso, algumas surpresas podem acontecer.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Henrique CarlosHenrique Carlos
Apaixonado por televisão e cinema, desde 2009 trabalha com internet. Já passou por grandes veículos de comunicação e teve experiência no rádio. Atualmente estuda para continuar crescendo na área e pode ser acompanhado através do perfil @henriquethe2 no Twitter.