Em francês, Jô Soares ironiza e detona Bolsonaro em carta

Jô Soares e Bolsonaro
Jô Soares criticou Jair Bolsonaro, após polêmica de filho em embaixada, em carta aberta (Imagem: Reprodução / Globo)

Em tom para lá de irônico, Jô Soares escreveu uma carta aberta em francês para o presidente da República Jair Bolsonaro, detonando as últimas atitudes do político envolvendo sua família, como a ida do deputado federal Eduardo Bolsonaro para a embaixada brasileira nos EUA.

A linguagem provocativa de Jô Soares, misturando francês com português, trouxe exemplos de ditadores que colocaram membros da sua família em cargos que não estava preparados para ocupar.

Jô afirmou na carta que escolheu a língua francesa por ser conhecida como a língua mundial da diplomacia. “Parabiéns! Quel idê genial de nomé votre fils Eduardô come ambassadeur” (Que ideia genial o nome do seu filho Eduardo como embaixador), ironizou o ex-global.

A carta aberta do apresentador para Jair Bolsonaro foi publicada no jornal Folha de S. Paulo da última segunda-feira (22). A atitude do escritor rodou a internet e se tornou pauta de discussões sobre política dentro e fora das redações.

Leia a carta aberta na íntegra:

Monsieur le president: come je sé que, etant troglodite, vous parlé multilangues, je comence em françois, langue de la diplomacie mondiale pour que ningán duvide: parabiéns! Parabiéns! parabiéns! Quel idê genial de nomé votre fils Eduardô come ambassadeur! Tout come il faut respetant les regles: premier, comemoré la idé certe, 35 ans. Alors, petite feste, troque de petit presents etc. Chanté le parabiéns, apagué les veles, comê le bolê! Comê le bolê! E depuis le present principale: lui, qui há dejá une graduation em hamburguér et talvois une pos-graduation em cheeseburguér? Aussi, si nous avons deja um ex-president, FHC, pourquoi ne pas tenté aussi um ambassadeur KFC?Après ça, il faut tenté une master degre em pipoque. Afinale de contes, nous devons aproveité les oportunités que la vie nous oferece. Par exemple: Votre Majesté savé que Rafael Leonidas Trujillo Molina, quand a assumí le podê em 1930, a la Republica Dominicana, a nomé son filhô Ramfis, com a pene quatre ans de idé, coronel de salário y privilégios del Exército dominicano?

En 1938, le president Jacinto B. Peynado (president que sucessé a Trujillo) promové le coronel Ramfis Trujillo Martinez, de neuf ans, a general de brigada, promoción que fu outorgué “en mérito al serviço” em se constituant nel plus jeune general del histoire du monde? Regardé les fotôs: nést pas fôfe?

Bien avant, Napoleon, lembré dele? Nomée irmains e parents come rois de la Holandá, roi de Náples (aquel da pizzá), roi de Espanhe e rois da Westphalie. (Je ne coné pas Westphalie mais pesquisé avec vos amis dans le Twitter pour savoir onde é que fique.)
%u200BEnfin, chegue de converse. Jagarre dans le pape mais sempré pour colaboré avec Votre Majesté.

Signé: Jô Soares, influencieur analogique

Em verité: José Eugenio Soares, oficial da Ordem de Rio Branco 

Jô Soares posa com Marcos Frota após meses “sumido”

Marcos Frota aproveitou a passagem por São Paulo na última quinta-feira (27) para prestigiar o amigo Jô Soares, que está em cartaz na capital paulista com a peça “O Livro do Jô” no teatro da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado).

O ator compartilhou em uma rede social o encontro com o apresentador e humorista e vibrou com a presença. “Que encontro lindo! Eu e o Jô!”, declarou Frota na legenda da publicação feita no Instagram.

A aparição de Jô causou surpresa nos seguidores, pelo fato dele ter se mantido cada vez mais recluso desde o fim do seu programa na Globo, em 2016. “Que bom ver o Jô! Muita saudade do seu programa”, afirmou um.“Dois ícones da televisão brasileira. Saudades desses talentos na telinha”, disse outra. “A Globo perde muito em não tê-lo mais em sua programação. E nós, mais ainda! Você é Insubstituível!”, exclamou um terceiro.

Com o fim do contrato com a emissora dos Marinho, Jô Soares, de 81 anos, passou a se dedicar ao teatro. O espetáculo que apresenta na capital paulista trata-se de um monólogo inspirado no livro homônimo, que conta as suas memórias.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.