Bolsonaro
Jair Bolsonaro falou que editará MP contra o BV (Imagem: Reprodução / Globo)

O presidente Jair Bolsonaro disse que pretende acabar com a prática de Bonificação por volume (BV) para aos veículos de comunicação e às agências de publicidade. O presidente, por meio do Twitter, compartilhou uma notícia dada pelo “Jornal da Record”, e disparou sobre o tema.

“Quem era obrigado, por lei, a publicar seus balancetes em jornais como Folha, Globo, Estadão, etc… fiquem ligados. Nossa Medida Provisória visa liberá-lo dessa despesa bilionária. Os donos desses jornais, para não perderem a mamata, já articulam para derrubar a [Medida Provisória] MP“, escreveu Jair Bolsonaro.

O presidente da República afirmou que pretende editar uma MP para mudar as regras do BV, afinal, um projeto de lei não andaria tão rápido no Congresso. Bolsonaro disse, ainda, que “teremos democracia na distribuição de verbas publicitárias no Brasil, pelo menos por cinco meses por ano”, fazendo menção ao prazo de validade de uma MP, que é de até 120 dias.

Em relação à fala do presidente, a Associação Brasileira das Agências de Publicidade (ABAP) disse, em comunicado oficial, que tem mantido diálogo com o Governo: “Temos mantido diálogo constante com a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), esclarecendo e informando o governo sobre o atual modelo de remuneração e como funcionam as técnicas de compra de mídia no mercado brasileiro de publicidade”.

Além disso, informou que “irá se manifestar sobre o tema assim que tiver acesso a maiores detalhes sobre a medida provisória“.

Vale ressaltar que, em janeiro, o novo Governo Federal prometeu democratizar as verbas publicitárias e “buscar, junto ao Parlamento Brasileiro, a questão da BV“. “Aprendi há pouco o que é isso e fiquei surpreso e até mesmo assustado. Vamos eliminar essas questões para que a imprensa possa, cada vez mais, fazer um bom trabalho no Brasil”, disse Bolsonaro, na ocasião.

A Bonificação por Volume é o pagamento de um bônus às agências, proporcional ao investimento realizado por seus clientes na compra de mídia. Ou seja, a agência de propaganda recebe 20% de comissão sobre a verba de seu cliente destinada a veiculações de publicidade.

O movimento de Bolsonaro tem como alvo a Globo, que detém cerca de 40% de audiência e dispõe da preferência de 80% dos anunciantes. A canelada do presidente em sua maior inimiga tem o aval de SBT, Record e RedeTV!.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos