Equipe da Record é alvo de hostilidades e expulsa de protesto a favor de Bolsonaro

Record
Equipe da Record é alvo de hostilidades em protesto (Imagem: Reprodução / YouTube)

Uma equipe da Record foi surpreendida com ameaças durante um protesto a favor do presidente Jair Bolsonaro (PL), em Vila Velha, neste domingo (1). Repórter e cinegrafista que cobriam o ato político foram expulsos por manifestantes bolsonaristas.

Alex Pandini e José Jantorno trabalhavam na cobertura do movimento quando começaram a ser intimidados pelos bolsonaristas. A equipe até foi ameaçada por alguns integrantes da manifestação pró-Bolsonaro quando tentava entrevistar uma mulher que segurava um cartaz pedindo intervenção militar.

O vereador Rômulo Lacerda (PTB), então, reclamou com a equipe e não permitiu a gravação. Aos gritos, ele acusou a emissora de estar “fazendo uma cobertura parcial”, segundo informações própria emissora.

Veja Também

Além disso, o locutor de um dos trios elétricos do protesto chegou a usar o microfone para detonar o trabalho realizado pela TV Vitória, afiliada da Record no estado.

Para preservar o protesto, outros manifestantes defenderam o trabalho da imprensa, mas, mesmo assim, o repórter e o cinegrafista saíram sob escolta da Guarda Municipal de Vitória.

A TV Vitória disse repudiar o que aconteceu e defendeu a liberdade de imprensa para os jornalistas do Brasil. A Fenaj e o Sindicato dos Jornalistas do ES também repudiaram a violência.

“O trabalho do jornalismo é apurar e relatar os fatos, o que tanto incomoda aos que utilizam de mentiras para se promoverem politicamente. Os profissionais precisam ser respeitados e não cerceados ou ameaçados. Quem perde com esse tipo de atitude é a sociedade que deixa de ser informada”, disse a nota.

O comunicado ainda completou: “O Sindicato dos Jornalistas também orienta aos profissionais que não se arrisquem neste tipo de cobertura. Cabe às empresas de comunicação garantir a segurança de seus jornalistas, não colocando em risco a vida dos profissionais, e aos órgãos de segurança pública proteger os trabalhadores e a comunidade”.

Governador reage contra ataque à jornalista da Record

Em uma rede social, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, lamentou a violência sofrida pelos profissionais da TV Vitória.

“A liberdade de imprensa faz parte do Estado Democrático de Direito e está garantida em nossa Constituição. Lamentável a cena da equipe da TV Vitória sendo expulsa dos atos deste domingo. As manifestações são legítimas e não podemos aceitar que as usem para destilar ódio”, escreveu.

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›