Esposa de André Marinho quebra o silêncio e fala sobre traição do marido

Da Redação

03/08/2019

Drika Marinho e André Marinho

Drika Marinho falou sobre traição de André Marinho (Imagem: Divulgação / Record TV)

Após 14 anos de relacionamento, Drika Marinho, esposa de André Marinho, descobriu que o marido tem uma amante e uma filha de 7 meses fruto da relação extraconjugal.

Em conversa com a coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a ex-participante do “Power Couple Brasil” falou sobre a situação, que só foi descoberta quando já estava confinada com André no reality.

Não sabia que eles se encontravam há cinco anos, que tinham até fotos juntos. É uma amante mesmo, não um caso ou algo assim“, afirmou Drika, que na época achou que tinha sido apenas um caso pontual.

Drika explicou que desconfiou que havia algo de estranho quando, um dia antes de entrar no programa de casais, um seguidor comentou que Marinho tinha um terceiro filho.

Quando virei para o André e falei que alguém brincou que ele tinha três filhos, ele fez uma cara estranha. Questionei o que tinha acontecido, ele respondeu que estava tendo um boato mesmo. Me deu um baque, pensei em desistir do programa, só que já tinha assinado contrato e eles tinham pagado uma parte do cachê”, explicou.

Entramos no reality e fiquei mais sensível, mais agressiva nas provas. Quando saí, fui muito criticada. Saí como ‘a mulher que maltrata o marido’“, relembrou.

André e Drika já não moram mais juntos. Após a polêmica, o cantor foi morar na casa do pai. “A gente tem que dar um tempo e ver. É muita humilhação. Segurei tudo pela minha família“, disse Drika.

Não sei o que vai acontecer, se vamos dar um tempo ou se vou perdoar. Não tem como fingir que nada aconteceu e passar uma borracha em tudo. Eu estava tentando salvar meu casamento. Nunca desconfiei dele ter uma amante“, concluiu.

A publicação entrou em contato com Tailane Peixoto, a amante do artista, e ela se resumiu a dizer: “A respeito do André, não temos nada. Apenas uma filha e ele cumpre com todas as obrigações”.

Globo resgata ator da Netflix e promove dança das cadeiras em “Éramos Seis”

O elenco de “Éramos Seis”, substituta de “Órfãos da Terra”, passou por mudanças. Com isso, a novela promoveu a volta de Danilo Mesquita, o Valentim de “Segundo Sol”, à Globo – após protagonizar a série “Spectrus”, ainda inédita, da Netflix. O ingresso do ator no time da próxima novela das 18h promoveu a famosa “dança das cadeiras” entre os escalados.

Segundo informações da jornalista Patrícia Kogut, Danilo Mesquita assume o personagem Carlos, primogênito de Lola (Gloria Pires) e Júlio (Antonio Calloni). Nicolas Prattes, inicialmente cotado para Carlos, agora responde pelo irmão, Alfredo, o filho mais desajustado dos protagonistas. Giullia Buscacio e André Luiz Frambach completam a prole, como Isabel e Julinho.

Nas duas primeiras versões do texto de Rubens Ewald Filho e Silvio de Abreu, baseado na obra de Maria José Dupré e atualizado por Angela Chaves, Carlos Augusto Strazzer e Jandir Ferrari responderam por Carlos – na Tupi (1977) e no SBT (1994).

Carlos Alberto Riccelli e Tarcísio Filho viveram Alfredo. Maria Isabel de Lizandra e Luciana Braga se encarregaram de Isabel. E Ewerton de Castro e Leonardo Brício interpretaram Julinho.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Da Redação
Escrito por

Da Redação

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.