Globo
Philippe Coutinho, um dos responsáveis pela primeira vitória do Brasil na Copa América; torneio eleva audiência da Globo (Imagem: Reprodução / Globo)

A estreia do Brasil na Copa América arrebatou a maior audiência de sexta-feira (14) na Globo, segundo dados obtidos na Grande São Paulo. O desempenho da Seleção Brasileira, sem Neymar – envolvido em escândalos fora do campo e lesionado após o último amistoso, contra o Qatar –, superou a tradicional líder “A Dona do Pedaço”, prejudicada justamente pelo futebol.

No ar por volta de 21h30 e 23h30, o confronto entre Brasil e Bolívia, com vitória de 3 a 0 do time de Tite, alcançou 32,9 pontos. Antes, “A Dona do Pedaço” atingiu 30 de média. Depois, o “Globo Repórter” bateu 17,4 – quase o mesmo que “Órfãos da Terra” (17,7), também exibida mais cedo por conta da Copa América. Ainda no horário nobre, 21,7 para o “SP2” e 24,3 para “Verão 90”.

Pela manhã, o local “Bom Dia São Paulo” ficou acima do “Bom Dia Brasil” – 11,9 x 11,8. O “Mais Você”, de Ana Maria Braga, e o “Encontro”, de Fátima Bernardes ficaram com 9,2 e 8,3 pontos, respectivamente. O bom desempenho das atrações matutinas acabou auxiliando os noticiários vespertinos: 12,4 para o “SP1”, 12,3 para o “Globo Esporte” e 12 para o “Jornal Hoje”.

O filme brasileiro “Um Namorado Para Minha Mulher” (2016) – com Caco Ciocler, Domingos Montagner e Ingrid Guimarães – rendeu 10,5 pontos para a “Sessão da Tarde”. Ainda no período vespertino, 12,6 para “O Álbum da Grande Família”, 14,5 para “Por Amor” (1997) em “Vale a Pena Ver de Novo” e 14,4 para “Malhação – Toda Forma de Amar”.

Já no fim de noite, o “Jornal da Globo” marcou 9,9 pontos, impulsionando o “Conversa com Bial” (7,5) e a série “Escândalos – Os bastidores do poder” (6). O “Corujão” apostou em “Instinto Fatal” (2014), com 4,4 de média, e no clássico “Olha Quem Está Falando” (1989), estrelado por John Travolta e Kirstie Alley, com 4,1.