Ex-ator da Record rasga o verbo contra Bolsonaro e primeira-dama

Record
Ex-ator da Record, Sérgio Marone ataca Bolsonaro (Imagem: Divulgação / Record)

Ex-ator da Record, emissora aliada do governo federal, Sérgio Marone não segurou as críticas contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após mais um escândalo, desta vez envolvendo a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e o desvio de R$ 7,5 milhões para a compra de testes de covid-19 para um programa social da esposa do “capitão”.

“Agora eu quero ver Bolsonaro explicar porque desviou R$ 7,5 milhões para testes de covid-19 a ONGs ligadas a Damares através do programa de Michelle Bolsonaro. E essas ONGs da Damares? Vamos investigar isso ai, talkey?”, reclamou o galã no Twitter.

O Governo Bolsonaro desviou a finalidade de R$ 7,5 milhões doados especificamente para a compra de testes para o novo coronavírus e repassou a verba ao programa Pátria Voluntária, liderado pela primeira-dama.

Em 23 de março, uma semana após o início da pandemia, a Marfrig, um dos maiores frigoríficos do país, anunciou a doação do montante ao Ministério da Saúde para a compra de 100 mil testes rápidos. Na época, o ministério era comandado por Luiz Henrique Mandetta.

Naquele período, o Brasil enfrentava o início da pandemia e o material era considerado indispensável na luta contra a proliferação da doença. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›