Ex-BBB Diego Alemão revela o que anda fazendo após reality da Globo

Diego Alemão
Diego Alemão ganhou o BBB 7 em 2007 (Imagem: Reprodução / Instagram)

Diego Gasques, conhecido como Diego Alemão, foi o grande vencedor do “Big Brother Brasil 7”, em 2007. O rapaz, no entanto, está distante da TV, onde atuou por alguns anos como apresentador em um canal fechado.

Em seu dia a dia, Alemão vai ao banco, cartório e prefeitura, além de reuniões com advogados para resolver seus investimentos imobiliários no mercado.

Meu dia é igual ao de qualquer pessoa. Acordo cedo e vou trabalhar. Hoje, opero com o capital que levantei na época com o programa e com as publicidades. Estou com 38 anos e rodei bastante o Brasil, aproveitei bem aquele momento e trabalhei muitos anos na Globosat. Fiz um capital bom, que dá para me manter, mas preciso operar. Eu basicamente compro imóveis e terrenos. Construo casas em terrenos e, às vezes, compro apartamento e reformo. Faço basicamente isso. Meu dia a dia é ir para prefeitura, banco, advogado, cartório…“, disse o ex-BBB em entrevista à revista Quem.

Não tenho um salário fixo mensal, mas tenho uma conta mensal e ao longo do ano sei quanto foi o meu capital, quanto faturei. Quando eu fecho, normalmente vou viajar. Já estou nessa correria faz tempo“, falou Alemão.

Em seu tempo livre, Diego gosta de surfar. Embora seu Instagram esteja cheio de fotos no mar, o rapaz confessou que não tem tanto tempo quanto gostaria para se dedicar ao esporte.

O surfe está na minha vida desde os 6 anos, quando ganhei minha primeira prancha. É o esporte que mais amo fazer e me sinto renovado cada vez que entro no mar. Não faço profissionalmente, nem tenho intenção. O surfe é apenas um hobby e sempre que possível dou uma fugida para o mar. Não vou para a praia todo dia. As pessoas às vezes acham isso porque posto muito pouco nas redes sociais e quando posto é de momentos de lazer. Não curto fazer posts e Stories do meu dia a dia“, contou.

Sobre o assédio de fãs, o loiro revelou que ainda é reconhecido nas ruas, mesmo após 12 anos do programa na TV. “No começo, o assédio foi muito pesado. Veio bastante gente em cima, era mais difícil se locomover. Com o passar dos anos, isso mudou, mas sou muito reconhecido. É difícil eu ir pra rua e ninguém vir falar comigo. Eu sou um alemão gigante e vou sim ao supermercado, padaria… Não tem tempo ruim comigo, não. E a maioria das pessoas vem com carinho, abraça, tira foto. Sou de boa. Mas tudo tem limite. Às vezes, na noite, tem um ou outro cara mais alterado que reconhece e não chega de uma maneira legal. Mas sou educado e tranquilo em relação a isso. Aprendi a lidar“, garantiu Diego, que está com 38 anos.

Sou um cara que gosta de praia e coisa simples. Tive contato com outras realidades, mas que não eram a minha realidade. Gosto e frequento numa boa. Gosto de ver gente interessante e bonita. Tem festas e festas. Mas tenho uma vida tranquila. Tenho que trabalhar e fazer meu capital girar para me manter. Fora isso, ainda tenho uma empresa em São Bernardo do Campo, que foi fundada pelo meu pai há anos e está sob a minha coordenação. Meu dia a dia é um tanto quanto empresarial. Não bato ponto, sou meu chefe, mas para fazer girar o capital tenho que trabalhar“, encerrou.

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WordPress Lightbox