Ex-BBB Tessália lamenta morte do irmão por complicações da Covid-19

Tessália
Ex-BBB Tessália lamenta morte do irmão por complicações da Covid-19 (Imagem: Reprodução / Instagram)

Tessália Serighelli está passando por um momento bem difícil em sua vida. A ex-participante do BBB 2010, em redes sociais, anunciou que seu irmão faleceu em decorrência de complicações causadas pela Covid-19.

Meu irmão morreu de COVID. Mais um número pra estatística. Vacinas salvam vidas”, escreveu a famosa em um post veiculado no Twitter.

“Eu não tinha contato com o meu irmão. Ele era do primeiro casamento do meu pai. Morreu ele e a mãe dele. Mesmo assim, dá um ruim. Uma revolta”, acrescentou.

Há alguns meses, Tessália desabafou sobre a sua vida pós-confinamento e falou sobre a experiência traumatizante que viveu no reality da Globo. Ao UOL, ela revelou os detalhes de sua situação no Big Brother Brasil.

“Sabe quando você vai fazer um pacto com o diabo? Ninguém pensa na parte ruim. Só no um milhão e meio”, disparou. “Não esperava que fosse causar essa repercussão. Meus seguidores sabem que lidei com ansiedade”, disse.

“Lidei com síndrome do pânico, estresse pós-traumático. E o ‘BBB’ foi parte disso sim. Não o programa em si, mas todas as coisas que aconteceram naquele ano”, afirmou ela, que já era famosa quando entrou no programa.

“Por mais ridículo e difícil de acreditar, eu não tinha noção de quanto minha vida ia mudar. Eu já era mais reservada, nunca fui a pessoa mais extrovertida do mundo. Quando chegou o ‘BBB’, que jogou tudo na minha cara, foi o gatilho”, lamentou.

“Foram pesadas as primeiras semanas e meses depois de sair”, revelou a jovem, que foi eliminada com 78% dos votos, uma das maiores rejeições, por conta de sua relação com Michel e suas estratégias de jogo no Big Brother.

“Acho que hoje em dia, com o feminismo, talvez não tivesse sido tão terrível. Eu queria jogar o jogo, falava abertamente. Há 10 anos, era um pecado querer jogar no BBB. As pessoas torciam para quem criasse um romance ou dissesse que tinha crença que Deus o ajudaria”, declarou.

Após o programa, começou a trabalhar como DJ em festas pelo Brasil, mas não foi nada fácil. Dois anos depois, sofreu com a síndrome do pânico e depressão. “A depressão não veio porque tinham começado a me esquecer. Eu que comecei a não ser mais funcional. Passei dois anos sem sair de casa”, explanou.

Confira:

MAIS LIDAS

Álvaro Penerotti
Álvaro Penerotti sempre foi bastante engajado a tudo que envolve o mundo da TV e Famosos. Com intensa vivência na área de jornalismo e mídias sociais, já trabalhou em rádio e também em importantes veículos de comunicação na web. Pode ser encontrado nas redes sociais através do @AlvaroPenerotti.
Veja mais ›