Exclusivo: Aclamada nas redes sociais, Cama de Gato chega ao Globoplay

Cama de Gato
Marcos Palmeira (Gustavo) em Cama de Gato; novela de Duca Rachid e Thelma Guedes chega ao Globoplay no segundo semestre (Imagem: Renato Rocha Miranda / Globo)

O resgate de clássicos do Globoplay passa não só por novelas que fizeram história na Globo. Além de minisséries e temporadas de Malhação, incluídas no projeto este ano, o streaming vem buscando atender os desejos das redes sociais. Após disponibilizar Kubabacan (2003), trama de grande audiência, porém festejada mais nas redes sociais do que na TV, a plataforma prepara agora o lançamento de Cama de Gato (2009).

Informações obtidas com exclusividade pela coluna Curto-Circuito, do RD1, indicam que o folhetim de Duca Rachid e Thelma Guedes chega ao Globoplay em 11 de outubro. A data, é sempre bom lembrar, pode mudar – Vereda Tropical (1984), prevista para 1° de março, perdeu a vaga para Vamp (1991).

Queridinha da web, Cama de Gato acompanha Gustavo Brandão (Marcos Palmeira), o arrogante proprietário da perfumaria Aromas. Para “humanizar” o amigo, Altino (Carmo Dalla Vecchia) resolve enviá-lo para uma jornada, sem quaisquer recurso, no deserto. Verônica (Paolla Oliveira), inescrupulosa esposa de Gustavo, aproveita a ocasião para liquidar o marido e, desta forma, gozar da herança ao lado do amante Roberto (Dudu Azevedo).

O empresário, contudo, escapa com vida e acaba acolhido por Rose (Camila Pitanga), faxineira da Aromas que, devido a um mal-entendido, atribui a Altino a culpa pela tentativa de assassinato. Ao lado da nova amiga e das pessoas que a cercam, Gustavo descobre o lado bom do ser humano.

Cama de Gato traz elementos comuns à obra de João Emanuel Carneiro, supervisor de Duca e Thelma. A novela, ansiosamente aguardada pelo público, via Vale a Pena Ver de Novo ou edição especial às 18h, reúne talentos como Ailton Graça, Ângelo Antônio, Berta Loran, Heloísa Périssé, Isabela Garcia, Luís Gustavo, Marcello Novaes, Paula Burlamaqui, Paulo Goulart, Pedro Paulo Rangel, Rosi Campos, Suely Franco e Yoná Magalhães.

Memória I

Cama de Gato trazia, entre seus núcleos, uma casa de repouso, ambiente pouco explorado na dramaturgia brasileira. A coluna lembra que há exatos 25 anos a Globo lançou Quem é Você. Solange Castro Neves, colaboradora de Ivani Ribeiro, respondeu pelos primeiros capítulos desta trama das 18h, baseada em argumento de Ivani e conduzida até o último capítulo por Lauro César Muniz – diante do desacerto de Solange com a emissora.

Memória II

Embora centrada nos conflitos das irmãs Maria Luiza (Elizabeth Savala) e Beatriz (Cássia Kis), Quem é Você marcou pela reunião de veteranos promovida através do residencial Jardim dos Flores: Alberto Perez (Samuca), André Valli (Bartô), Castro Gonzaga (Arquimedes), Cléa Simões (Tereza), Eloísa Mafalda (Kitty), Ênio Santos (Ladislau), Eva Todor (Augusta), Lafayette Galvão (Hamilton), Norma Geraldy (Carlota), Ruth de Souza (Isolina) e Vanda Lacerda (Anita).

Mais espaço

A performance de João Paulo Vergueiro à frente do 1º Jornal, da Band, deve render mais espaço para o jornalista na programação da emissora. JP tem a simpatia da casa e é frequentemente elogiado quando apresenta o Jornal da Band aos sábados.

O provocador

A TV Cultura trabalha com o lançamento de um talk show diário na faixa das 23h30, após a linha de shows, para este 2021 ainda. A emissora da Fundação Padre Anchieta estuda duas possibilidades: formatar uma atração do zero e buscar um talento disponível no mercado, ou estender a periodicidade do ótimo #Provoca, de Marcelo Tas. A coluna torce pela segunda opção.

Rodrigo Carvalho
Rodrigo Carvalho e o cobiçado Biriba durante reportagem para o JN (Imagem: Reprodução / Globo)

O pai do Biriba

A coluna, viciada em telejornal, não poderia deixar de fazer um elogio ao trabalho do Rodrigo Carvalho. Correspondente do Grupo Globo em Londres, o pai do Biriba, esse cachorro super fofo e cobiçado da foto acima, é um dos grandes nomes da atual safra de jornalistas da Globo. Talentoso, Rodrigo sempre rouba a cena quando está no vídeo, seja pelo tom sensível e singular que dá às suas reportagens, seja pela criatividade nas entradas ao lado do Biriba. Aliás, o moço também é escritor. É dele o elogiado Os Meninos da Caverna, sobre a dramática história do resgate do time de futebol juvenil que ficou dezoito dias preso em uma caverna na Tailândia. Vale a leitura.

Gato no telhado

Nos bastidores da CNN Brasil, que completa seu primeiro aniversário no próximo dia 15, as críticas às mudanças na programação se intensificaram nos últimos dias. Profissionais que trocaram Globo, Record e Band pela “inconfundível” reclamam da frenética dança das cadeiras nos telejornais e das mudanças inesperadas nos horários dos programas, ora espichados, ora encurtados. Brincam que a direção-geral, sob a responsabilidade de Douglas Tavolaro, é feita por Silvio Santos.

Mais conversa

A partir da próxima segunda-feira (8), a GloboNews volta a dispor de programas de entrevistas e bate-papo nos fins de noite. Miriam Leitão (segundas), Roberto D’Ávila (terças), Papo de Política, com Natuza Nery, Maju Coutinho, Andreia Sadi e Julia Duailibi (quintas), e Diálogos, com Mário Sergio Conti (sextas), passam a ser exibidos entre 23h30 e 0h. Já o Em Foco, com Andreia Sadi, e o GloboNews Política, com Gerson Camarotti, serão integrados à Cobertura Especial de Domingo.

Ele é o cara

Falando em GloboNews, a coluna apurou que há conversas para dar mais espaço ao André Trigueiro na programação do canal. Além das participações no Estúdio i e Em Pauta, André é responsável pelo ótimo e necessário Cidades e Soluções, que deu uma pausa em razão do noticiário quente da pandemia. Inclusive, a presença do Trigueiro nos noticiários da Globo não deve ficar restrita ao rodízio do Jornal Nacional aos sábados. Novidades a caminho.

Vem aí I

A Globo não desistiu de implantar o Bom Dia Sábado como produto fixo de sua grade. A ideia é exibir o telejornal entre 6h30 e 8h, antecedendo uma edição de sábado do Bom Dia Brasil, que também segue nos planos da emissora. As novidades seguem em compasso de espera em razão da pandemia. Com as estreias, o Como Será?, de Sandra Annenberg, que vem sendo reprisado, sairá de cena.

Vem aí II

O horário do Bom Dia Sábado será flexível, a depender da necessidade das afiliadas, que na faixa costumam exibir programas regionais. O noticiário poderá ser exibido entre 6h30 e 8h, como na Globo SP e Globo Rio; entre 7h e 8h; ou entre 7h30 e 8h. Já a edição do Bom Dia Brasil recorrerá aos âncoras de afiliadas que participaram do rodízio comemorativo do JN aos sábados.

Duh Secco e Daniel RibeiroDuh Secco e Daniel Ribeiro
A coluna Curto-Circuito é assinada por Duh Secco e Daniel Ribeiro, editor-assistente e repórter especial do RD1, respectivamente, e reúne, de terça a sábado, logo cedinho, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV.
Veja mais ›