Gilberto Braga
Gilberto Braga prepara adaptação de “Vanity Fair” para o horário das 18h (Imagem: Divulgação / Leo Martins)

A novela que irá marcar a volta de Gilberto Braga às 18h baseia-se em um romance, tal qual as tramas anteriores do autor veiculadas nesta faixa. Em contato com o RD1, Gilberto confirmou, com exclusividade, a adaptação de “Vanity Fair” – “Feira das Vaidades”, em tradução literal –, do britânico William Makepeace Thackeray. A obra fez sucesso no cinema, em longa-metragem homônimo estrelado por Reese Witherspoon.

No centro da narrativa, as amigas Rebecca Sharp e Amelia Sedley, ao longo de praticamente duas décadas. As duas concluem os estudos juntas, mas em situações completamente opostas. Órfã, Rebecca (Becky) se vê obrigada a trabalhar como governanta; astuta e amoral, vive à caça de oportunidades que garantam estabilidade financeira para ela e para o marido, Rawdon Crawley. Já Amelia (Emmy), de origem nobre, é condenada ao papel de esposa recatada e “do lar”.

De acordo com Gilberto, o folhetim terá 104 capítulos. Ainda não informações acerca da estreia. A fila das 18h contempla, no momento, “Éramos Seis”, de Ângela Chaves, baseada na adaptação da obra de Maria José Dupré por Rubens Ewald Filho e Silvio de Abreu; “Nos Tempos do Imperador”, de Alessandro Marson e Thereza Falcão; e uma nova novela de Alcides Nogueira. Correndo por fora, “O Arroz de Palma”, de Edmara Barbosa e Bruno Luperi, a partir do livro de Francisco Azevedo.

Gilberto Braga lançou o horário das 18h com “Helena” (1975), do romance de Machado de Assis. Também adaptou “Senhora” (1975), de José de Alencar; “Escrava Isaura” (1976), de Bernardo Guimarães; e “Dona Xepa” (1977), da peça escrita por Pedro Bloch. Voltou à faixa em 1999, dividindo “Força de um Desejo”, inspirada em livros de Visconde de Taunay, com Alcides Nogueira. Em 2012, supervisionou “Lado a Lado”, de Claudia Lage e João Ximenes Braga, vencedora do Emmy.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos