Record
Hora da Venenosa, do Balanço Geral SP, é motivo de preocupação dentro da Globo (Imagem: Divulgação/ Record)

O charme, a graça e a inteligência de Fabíola Reipert, ao lado de um carisma incrível e uma dose de humildade fora do comum, é a chave do sucesso da Record quando ganha nas tardes na audiência contra a Globo e o programa Se Joga, apresentado por uma turma que precisa ainda aprender a apresentar entretenimento e entender quem é a dona de casa que está na frente da tela.

Nesta coisa toda quem sai perdendo é o SBT porque, quando Fabíola Reipert sai da tela, o Se Joga acaba se jogando em cima do canal de Silvio Santos e ganha do Fofocalizando.

E minha gente, a Globo só não põe o Roberto Irineu Marinho no palco pra disputar contra a Hora da Venenosa. O restante é elenco de novela das seis, das sete e das nove, todos jogando pesado para tentar tirar a jornalista de fofocas da Record do páreo.

Vou fazer uma comparação que muitos vão achar exagerada. Na Copa do Mundo de 70, todos as seleções queriam acabar com a seleção do Brasil. Mas encontraram um trio extraordinário que era Pelé, Gerson e Carlos Alberto.

No programa da Record, o Gerson é o Geraldo Luís, o Carlos Alberto é o Renato Lombardi e o Pelé é a Fabíola. O comentarista faz a retaguarda e dá o tom clássico da defesa. Enquanto o apresentador é o Gerson da Copa de 70, que dava passes extraordinários e distribuía o jogo. Já a fofoqueira é o Rei do futebol, que entra com o carisma que dá medo no inimigo, e joga e faz o gol no momento adequado.

Enquanto isso, no gol do adversário está todo elenco da Globo. Assim caminha a TV e suas disputas.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos