Felipe Neto reage perplexo sobre caso Henry e cogita prisão perpétua a Jairinho

Felipe Neto
Felipe Neto ataca Jairinho após político ser preso por morte de Henry (Imagem: Reprodução / Instagram)

Felipe Neto está chocado com os desdobramentos do caso Henry Borel e a perplexidade da morte do menino. O vereador Dr. Jairinho e Monique, esposa do político e mãe da criança, estão presos desde a última quinta-feira (8).

“Sou defensor dos direitos humanos, sempre serei. Mas não consigo chegar a uma conclusão do que deve acontecer em casos como o desse monstro Jairinho. Quando um sujeito chega nesse nível de perversidade, o que fazer?”, questiona Felipe no Twitter.

“Serei sempre contra a pena de morte, mas não sei quanto à perpétua”, considera ele, que pondera: “Que fique claro: não estou dizendo que o Brasil deveria, hoje, adotar a prisão perpétua, por que todos nós sabemos quem é que seria enquadrado nisso”.

“Não dá para fazer nada nesse sentido sem resolver os problemas de base primeiro. E, nesse vácuo, pessoas como Jairinho são soltas”, ressalta Felipe Neto, que cita a revolta da população em casos assim:

“É justamente nesse vazio calamitoso de ações que parte da população se inflama em pedidos de pena de morte. E entra ano, sai ano, o Brasil não avança nessas pautas. O que vai deixando o povo ainda mais reativo e pedindo a violência como solução. Que lástima é tudo isso”.

Monique e Jairinho foram presos ontem. Segundo a polícia, eles estão tentando atrapalhar as investigações sobre a morte de Henry. Os dois são suspeitos por homicídio duplamente qualificado – com emprego de tortura e sem chance de defesa para a vítima. Eles negam o crime.

Henry Borel, de 4 anos, foi encontrado morto no apartamento em que o casal morava no dia 8 de março. Eles afirmam que houve um acidente, mas laudos descartam a hipótese. O documento apresentado indica que, semanas antes de sua morte, Henry foi torturado por Jairinho, com conhecimento da mãe.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›