Finalmente! Globo “vai às compras” e acerta contratação de Marcos Mion

Marcos Mion
Marcos Mion é o mais novo contratado da Globo; emissora, enfim, vai às compras (Imagem: Edu Moraes / Record)

Demorou, mas veio aí. Nesta sexta-feira (6), a Globo oficializou a contratação de Marcos Mion, ansiosamente aguardada pelo público e pelo apresentador – que não escondeu a emoção em post nas redes sociais. Mion assume o Caldeirão, antes de Luciano Huck, em 4 de setembro. O programa, contudo, chega ao fim em dezembro, conforme a emissora já havia informado quando anunciou a transferência de Huck para os domingos. Em 2022, o novo contratado vai se dedicar a projetos do Multishow.

O acerto com Marcos Mion anima os aficionados por TV. A Globo, comumente, arregimenta nomes da concorrência para a Dramaturgia e o Jornalismo. O Entretenimento é a “área restrita” da casa. Os últimos nomes que ascenderam no departamento fizeram carreira nos domínios do plim-plim: Fátima Bernardes saltou da redação de Jornalismo da Globo Rio; Fernanda Gentil e Tiago Leifert despontaram no setor de Esporte.

Logo, é possível afirmar que a Globo, há tempos, não ia às compras. O último grande nome advindo da concorrência foi Fernanda Lima, escalada para cobrir a licença-maternidade de Angélica no Vídeo Game, quadro do extinto Vídeo Show, em 2005. A apresentadora ganhou notoriedade na MTV. Mion, que também fez história no canal voltado para a música, passou por Band e Record – de onde saiu em circunstâncias não esclarecidas, após o êxito à frente de A Fazenda.

Fato é que o agora funcionário estava à disposição do mercado, assim como Fernanda. De qualquer forma, o movimento é louvável. A Globo tende a crescer quando olha além do muro. Foi o que aconteceu em 1999, quando impactou o mercado e a audiência com as contratações de Ana Maria Braga, Jô Soares, Luciano Huck e Serginho Groisman. Também em 1989, com a escalação de Fausto Silva para o confronto com o então líder Silvio Santos.

Nada se cria…

A produção do “novo” Caldeirão está correndo contra o tempo para que o próximo comandante entre no ar em setembro com novos quadros. Em comunicado, a Globo já adiantou as estreias do Essa Você Sabe, que conserva os mesmos moldes do extinto Ding Dong do Faustão, e o Isso a Globo Mostra. Esse último remete à ideia do Vale a Pena Ver Direito, que Marcos Mion fazia no Legendários, da Record. O terceiro quadro confirmado é o Tem ou Não Tem, repaginado e com famosos.

Com isso já dá para ter uma noção de que a atração de sábado vai tentar fugir da linha “histórias de superação”, que vinha sendo apresentada por Luciano Huck nos últimos anos, e apostará nos primórdios do Caldeirão, buscando mais animação e humor. Os “dilemas da vida real”, sempre com viés positivo, migram para o Domingão.

E a vizinhança?

Desde que a contratação de Mion foi confirmada na Globo, muita gente se questionou sobre o contrato que ele possui com a Netflix. De fato, o apresentador assinou com a plataforma de streaming depois que deixou a Record. Porém, isso não é mais considerado um forte impedimento para que não haja um contrato com canais da TV aberta – e, no caso do acerto anunciando pelas partes ontem, com braços do grupo na TV fechada.

Larissa Manoela e Lucas Penteado são dois casos de contratados da emissora que também possuem acertos com a gigante norte-americana. Com compromisso por obra, Camila Queiroz estava gravando, ao mesmo tempo, Verdades Secretas 2 e a série De Volta aos 15, do Globoplay e da Netflix, respectivamente.

A Curto-Circuito procurou o serviço de streaming para confirmar o acordo de Marcos Mion com a empresa e também os detalhes do contrato e do novo projeto, mas não obteve resposta até o fechamento desta coluna.

Perguntar não ofende

A edição deste sábado (7) da Curto-Circuito chega ao fim com uma questão: a Globo sabe onde pretende chegar com as mudanças em curso desde o desacerto com Faustão? O noticiário sobre a TV dá a entender que não. O antigo dono do ‘Domingão’ optou pela Band após o convite para mudar de dia e horário. A ideia era alocar o Futebol às 18h. Com a transferência de Luciano Huck para os domingos tal plano fez água. Abriu-se então a vaga no sábado.

Marcos Mion assume a faixa com data para sair. Todas estas operações convenhamos, parecem definidas aos “45 do segundo tempo”. Cadê a emissora que avaliava na mesa tática todas as possibilidades, de vídeo e de faturamento, antes de colocar o time em campo?

Duh Secco e Luiz Fábio Almeida
A coluna Curto-Circuito é assinada por Duh Secco e Luiz Fábio Almeida, editores-assistentes do RD1 e reúne, de terça a sábado, logo cedinho, o que é e vai virar notícia nas próximas horas envolvendo os movimentados bastidores da TV.
Veja mais ›