Globo briga na Justiça após “erro” no Pix e tenta recuperar dinheiro

Globo
Globo tenta reaver fortuna perdida em pix errado (Imagem: Divulgação / Globo)

A Globo está brigando na Justiça por uma fortuna que perdeu recentemente. A emissora tenta reaver na R$ 318 mil depositados na conta de um homem. O motivo seria um pagamento feito para Marcos Antônio Rodrigues dos Santos, que não era quem receberia o valor.

A informação foi confirmada pelo site Notícias da TV, que destacou que, após o depósito, o homem deu entrada na compra de uma casa. Tudo ocorreu em 27 de dezembro de 2021, período em que eles estariam celebrando um acordo trabalhista e, mediante decisão judicial, teriam depositado o valor naquele dia.

Porém, um “lapso” fez um profissional depositar o valor na conta errada. Marcos Antônio acreditou ter recebido uma promoção e usou o dinheiro para dar entrada em uma casa logo após o ano-novo.

Veja Também

Dias depois do início do processo, no entanto, o jurídico da Globo teria conseguido contato com ele para reaver o dinheiro depositado, mas o homem argumentou que já havia usado o valor para investir no imóvel.

A publicação também disse que, a partir daí, a emissora carioca entrou na Justiça para resolver o caso, que corre pela 3ª Vara Cível do Rio de Janeiro e, atualmente, está parado por divergência de valores.

A Globo pede que o valor da indenização seja R$ 1 mil, o que “não corresponde à realidade”, de acordo com o juiz Luís Felipe Negrão.

Bolsonaro dá fortuna à Globo

Mesmo com as ameaças do presidente Jair Bolsonaro (PL) contra a Globo, inclusive em relação a não renovação da concessão pública da emissora, que vence em outubro, o que o “capitão” diz não se escreve. Enquanto ele massacra a rede de TV, seu governo dá milhões para ela.

Em 2021, de acordo com dados da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, a Secom, a Globo colocou no bolso R$ 65,5 milhões em verba publicitária do governo federal, e assim roubou o primeiro lugar da Record, a TV mais querida de Bolsonaro, que ficou com R$ 53,9 milhões do bolo.

Em 2020, a emissora do bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal, tinha R$ 59,2 milhões da verba disponibilizada pelo governo, enquanto a empresa da família Marinho tinha “apenas” R$ 51,9 milhões.

O SBT ficou em terceiro lugar nas duas ocasiões. Em 2020, a rede de TV de Silvio Santos tirou do governo R$ 49 milhões. No ano passado, o valor foi maior: 52,3 milhões.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›