Bohemian Rhapsody
“Bohemian Rhapsody” garantiu premiações (Imagem: Mario Anzuoni / Reuters)

Neste domingo (06), o Globo de Ouro 2019 premiou os melhores do cinema com três grandes vencedores. “Green Book: O Guia” levou três prêmios para casa, o de melhor comédia ou musical, roteiro e ator coadjuvante para Mahershala Ali. O filme “Roma”, por sua vez, levou com Alfonso Cuarón (diretor) a de Filme Estrangeiro.

Já o adorado longa “Bohemian Rhapsody”, sobre a banda Queen, ganhou duas estatuetas. A de melhor filme (drama) e a de ator para Rami Malek, no papel de Freddie Mercury. “Freddie, isso é para você”, dedicou o ator em seu discurso.

A cerimônia, que aconteceu no Hotel Beverly Hilton, em Los Angeles, foi promovida pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla original). Esse é o evento que dá largada para as próximas premiações da temporada.

Outro filme premiado foi “Nasce Uma Estrela”. Apesar das 5 indicações, a única premiação foi para “Shallow”, como melhor canção original, interpretada por Lady Gaga e Bradley Cooper. A cantora pop subiu ao palco ao lado de Mark Ronson, um dos autores da música, para agradecer.

Confira a lista completa de vencedores:

Melhor filme – Drama

  • “Infiltrado na Klan”
  • “Pantera Negra”
  • “Bohemian Rhapsody”
  • “Se a Rua Beale Falasse”
  • “Nasce uma estrela”

Melhor atriz de filme – Drama

  • Glenn Close, “The Wife”
  • Lady Gaga, “Nasce uma estrela”
  • Nicole Kidman, “Destroyer”
  • Melissa McCarthy, “Poderia Me Perdoar?”
  • Rosamund Pike, “A Private War”

Melhor ator de filme – Drama

  • Bradley Cooper, “Nasce uma estrela”
  • Willem Dafoe, “At Eternity’s Gate”
  • Lucas Hedges, “Boy Erased”
  • Rami Malek, “Bohemian Rhapsody”
  • John David Washington, “Infiltrado na Klan”

Melhor Filme – Musical ou Comédia

  • “Podres de ricos”
  • “A Favorita”
  • “Green Book: O Guia”
  • “O Retorno de Mary Poppins”
  • “Vice”

Melhor atriz em filme – Musical ou Comédia

  • Emily Blunt, “O Retorno de Mary Poppins”
  • Olivia Colman, “A favorita”
  • Elsie Fisher, “Oitava Série”
  • Charlize Theron, “Tully”
  • Constance Wu, “Podres de Ricos”

Melhor ator em filme – Musical ou Comédia

  • Christian Bale, “Vice”
  • Lin-Manuel Miranda, “O Retorno de Mary Poppins”
  • Viggo Mortensen, “Green Book: O Guia”
  • Robert Redford, “The Old Man and the Gun”
  • John C. Reilly, “Stan & Ollie”

Melhor diretor de filmes

  • Bradley Cooper, “Nasce uma estrela”
  • Alfonso Cuarón, “Roma”
  • Peter Farrelly, “Green Book: O Guia”
  • Spike Lee, “Infiltrado na Klan”
  • Adam McKay, “Vice”

Melhor roteiro para filme

  • Barry Jenkins (“If Beale Street Could Talk”)
  • Adam McKay (“Vice”)
  • Alfonso Cuarón (“Roma”)
  • Deborah Davis and Tony McNamara (“A favorita”)
  • Peter Farrelly, Nick Vallelonga, Brian Currie (“Green Book: O Guia”)

Melhor atriz coadjuvante em filmes

  • Amy Adams, “Vice”
  • Claire Foy, “O primeiro homem”
  • Regina King, “Se a Rua Beale Falasse”
  • Emma Stone, “A Favorita”
  • Rachel Weisz, “A Favorita”

Melhor ator coadjuvante em filmes

  • Mahershala Ali, “Green Book: O Guia”
  • Timothée Chalamet, “Beautiful Boy”
  • Adam Driver, “Infiltrado na Klan”
  • Richard E. Grant, “Poderia Me Perdoar?”
  • Sam Rockwell, “Vice”

Melhor música para filmes

  • “All the Stars”, “Pantera Negra”
  • “Revelation”, “Boy Erased”
  • “Girl in the Movies”, “Dumplin”
  • “Shallow”, “Nasce uma estrela”
  • “Requiem for a Private War”, “A Private War”

Melhor trilha original para filmes

  • Marco Beltrami, “Um lugar silencioso”
  • Alexandre Desplat, “Ilha de cachorros”
  • Ludwig Göransson, “Pantera Negra”
  • Justin Hurwitz, “O primeiro homem”
  • Marc Shaiman, “O retorno de Mary Poppins”

Melhor animação

  • “Os Incríveis 2”
  • “Ilha dos Cachorros”
  • “Mirai”
  • “WiFi Ralph: Quebrando a Internet”
  • “Homem-Aranha no Aranhaverso”

Melhor filme em língua estrangeira

  • “Capernaum” (Líbano)
  • “Girl” (Bélgica)
  • “Never Look Away” (Alemanha)
  • “Roma” (México)
  • “Shoplifters” (Japão)

Melhor série – Drama

  • “The Americans”
  • “Bodyguard”
  • “Homecoming”
  • “Killing Eve”
  • “Pose”

Melhor atriz em série – Drama

  • Caitriona Balfe, “Outlander”
  • Elisabeth Moss, “O conto da Aia”
  • Sandra Oh, “Killing Eve”
  • Julia Roberts, “Homecoming”
  • Keri Russell, “The Americans”

Melhor ator em série – Drama

  • Jason Bateman, “Ozark”
  • Stephan James, “Homecoming”
  • Billy Porter, “Pose”
  • Richard Madden, “Bodyguard”
  • Matthew Rhys, “The Americans”

Melhor série – Musical ou Comédia

  • “Barry”
  • “Kidding”
  • “The Good Place”
  • “O Método Kominsky”
  • “The Marvelous Mrs. Maisel”

Melhor atriz em série – Musical ou Comédia

  • Kristen Bell, “The Good Place”
  • Candice Bergen, “Murphy Brown”
  • Alison Brie, “Glow”
  • Rachel Brosnahan, “The Marvelous Mrs. Maisel”
  • Debra Messing, “Will & Grace”

Melhor ator em série – Musical ou Comédia

  • Sacha Baron Cohen, “Who is America?”
  • Michael Douglas, “O Método Kominsky”
  • Donald Glover, “Atlanta”
  • Bill Hader, “Barry”
  • Jim Carrey, “Kidding”

Melhor série limitada ou filme para TV

  • “The Alienist”
  • “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”
  • “Escape at Dannemora”
  • “Sharp Objects”
  • “A Very English Scandal”

Melhor atriz em série limitada ou filme para TV

  • Amy Adams, “Sharp Objects”
  • Patricia Arquette, “Escape at Dannemora”
  • Connie Britton, “Dirty John”
  • Laura Dern, “The Tale”
  • Regina King, “Seven Seconds”

Melhor ator em série limitada ou filme para TV

  • Antonio Banderas, “Genius: Picasso”
  • Daniel Bruhl, “The Alienist”
  • Darren Criss, “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”
  • Benedict Cumberbatch, “Patrick Melrose”
  • Hugh Grant, “A Very English Scandal”

Melhor atriz coadjuvante em série, série limitada ou filme para TV

  • Alex Borstein, “The Marvelous Mrs.Maisel”
  • Patricia Clarkson, “Sharp Objects”
  • Penélope Cruz, “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”
  • Thandie Newton, “Westworld”
  • Yvonne Strahovski, “O conto da Aia”

Melhor ator coadjuvante em série, série limitada ou filme para TV

  • Alan Arkin, “O Método Kominsky”
  • Kieran Culkin, “Succession”
  • Edgar Ramírez, “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”
  • Ben Whishaw, “A Very English Scandal”
  • Henry Winkler, “Barry”

Após sair da Record, Fábio Porchat grava chamada para a Globo

Parece que o ano de 2019 trouxe bons ventos para o humorista Fábio Porchat. Após publicar texto de despedida nas redes sociais em dezembro do ano passado, quando foi ao ar, na Record, a última edição do “Programa do Porchat”, o rapaz apareceu em uma chamada do programa “Tá No Ar”, na Rede Globo, levando os internautas à loucura.

Na chamada, o apresentador apareceu fazendo uma análise cômica do programa: “O programa não é ruim, não, o problema é o elenco. De repente trazendo de outra emissora, o pessoal até topa com um dinheiro legal”, disse ele no vídeo divulgado pela emissora neste domingo (6), como se tivesse se oferecendo para a vaga.

Fábio Porchat apresentava um talk-show na Record desde agosto de 2016 e a previsão do término do contrato era para dezembro de 2019. No entanto, o humorista optou por adiantar a quebra do vínculo com a emissora em um ano.

Sobre a chamada, Porchat brincou com os seguidores: “Sobre os boatos de que estou aparecendo em algumas chamadas desse programeco ‘Tá no Ar’, do Marcelo Adnet e do Marcius Melhem, os boatos são verdades”, publicou em sua conta no Twitter. Ele também garantiu que está apenas na chamada – ou seja, não acertou com a Globo. Cabe lembrar que Carlos Alberto de Nóbrega, do SBT, também gravou para o humorístico.

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!