Murilo Salviano
Murilo Salviano é um dos destaques da nova geração de jornalistas da Globo (Imagem: Divulgação / Globo)

Consumadas as saídas de Evaristo Costa, Flávia Freire, Eduardo Grillo, Mara Luquet, Carla Vilhena, Tonico Pereira, Abel Neto, Sidney Rezende, Denise Barbosa, Andrei Kampf, William Waack, Millena Machado, Vandrey Pereira, Heloísa Gomyde, Izabella Camargo, André Luiz Azevedo, Alexandre Garcia, Sérgio Aguiar, André Azeredo, Cristina Serra, Fernando Rocha, Mariana Ferrão e Cris Dias nos últimos tempos, quer por iniciativa da emissora, quer por vontade desses profissionais, a Globo atravessa a maior renovação da história do seu jornalismo.

Para tal, novos nomes passaram a ganhar mais destaque tanto na TV aberta quanto na fechada. Murilo Salviano, Nilson Klava, Vinícius Leal, Pedro Figueiredo, Erick Rianelli, Wanessa Andrade, Pedro Neville, Victor Ferreira, Bárbara Carvalho, Gabriella Bridi, Diego Haidar, Julia Arraes, Carlos Eduardo Alvim, Gabriel Prado e Ricardo Abreu, só para citar alguns, conquistaram merecido espaço nos últimos dois anos.

Alguns, inclusive, foram submetidos a um “laboratório” na GloboNews para só depois chegar à Globo. O caso mais recente envolve Murilo Salviano, um dos melhores e mais precisos repórteres dessa geração. Destaque à frente de reportagens especiais e na cobertura política no canal de notícias, Murilo agora é repórter especial do “Fantástico”.

Essa transição, apesar de surpreendente pelo número de envolvidos, é mais natural do que se pode imaginar – e também não é inédita. A direção de jornalismo da Globo, hoje chefiada por Ali Kamel, sempre busca a constante atualização de seus quadros, seja para as reportagens, seja para as bancadas.

Dessa boa turma, aliás, sairão os futuros âncoras dos telejornais da Globo e GloboNews. Monalisa Perrone (“Hora Um”), Rodrigo Bocardi (“Bom Dia SP”), Flávio Fachel (“Bom Dia RJ”), Cesar Tralli (“SP 1”), Mariana Gross (“RJ 1”) e Marcelo Cosme (“GloboNews Em Pauta”), em casos mais recentes, fizeram com muito louvor essa transição reportagem-bancada.

Olho neles

Daniel Adjuto, do SBT Brasília, e Maicon Mendes, da Band São Paulo, são vistos como profissionais com “a cara da Globo”. Nas redações, o comentário é o mesmo: questão de tempo para ambos ostentarem o crachá e o microfone da emissora.

Sempre alvo

Daniel Adjuto, que cobre o noticiário político e participa do rodízio do “SBT Brasil” aos sábados, esteve na mira da GloboNews e da Record no ano passado, mas as conversas não avançaram. Agora, além do aproveitamento no canal de notícias do Grupo Globo, a ideia é contar com os serviços do profissional na TV aberta. Resta, porém, combinar com Silvio Santos: o rapaz é um dos xodós do Homem do Baú.

Viva Nilsinho!

A coluna, com total vênia aos citados, não poderia deixar de destacar, à parte, o brilhantismo de Nilson Klava. O jovem e talentoso repórter de 22 anos é, disparado, um dos grandes destaques da GloboNews. Craque, Klava também vem ganhando merecido e intenso destaque na TV aberta. Anotem: será uma das grandes referências do jornalismo daqui a 20 anos.

O craque é 10

Neto
Neto é um dos destaques da programação da Band (Imagem: Reprodução / Band)

A direção da Band, que anda numa fase de devaneios, até agora não corrigiu um dos maiores equívocos de 2018: diminuir a duração de “Os Donos da Bola”, do craque Neto. Com a chegada de Cátia Fonseca, o esportivo perdeu uma hora de duração e passou a ser apresentado entre 13h e 14h. Com público cativo de 3 pontos, e picos de até 5, o programa é um dos pilares da atual grade da emissora, ao lado de “Jogo Aberto”, “Brasil Urgente” e “Jornal da Band”, seja pela audiência, seja pelo grande faturamento. Alô, André Aguera! Alô, Juca Silveira! Alô José Emílio Ambrósio! Deixem a bola no pé do homem, que ele bate um bolão.

TV Fervura

Os bastidores da TV Cultura andam fervendo. Com a troca de comando da Fundação Padre Anchieta, que gere o canal, para junho próximo, há uma disputa para mostrar serviço para a nova presidência, que toma posse no dia 15 do mesmo mês. Após dois mandatos consecutivos, Marcos Mendonça dará lugar a um nome alinhado ao novo governador de São Paulo, João Dória. A Cultura, como se sabe, completa 50 anos de atividades sob o guarda chuva do Governo do Estado em junho.

É de Casa

Na Bahia, a Globo leva uma verdadeira surra da Record diariamente. Por lá, a Record Itapoan permanece mais tempo na liderança do que a TV Bahia, principalmente quando o canal de Edir Macedo está com jornalismo no ar. Também pudera: a afiliada da Globo não fala a língua dos baianos. Sabe a trinca prestação de serviço/trânsito/previsão do tempo que domina os noticiários locais de São Paulo e Rio de Janeiro e faz o maior sucesso? Pois bem, por lá esse modelo ainda não foi executado. O jornalismo da TV Bahia, em alguns momentos, lembra muito o “É de Casa”, matinal de sábado comandado por Ana Furtado, Patrícia Poeta, Zeca Camargo, Cissa Guimarães e André Marques. Lembra do “saiba como guardar suas marinex com segurança”? Então, é por aí.

🔵Boletim RD1 💥 Notícias dos Famosos