Globo tem lucro importante após enxugar gastos ao extremo e faturar menos do que em 2022

Paulo Marinho da Globo
Emissora, liderada por Paulo Marinho, faturou importante quantia no último ano (Imagem: Divulgaçaõ / Globo)

A Globo revelou o faturamento impressionante que teve no ano passado, ficando abaixo de 2022, mesmo após os cortes de custos e das despesas operacionais.

Através de um comunicado interno enviado aos colaboradores, o presidente Paulo Marinho detalhou que a emissora carioca conquistou a marca de R$ 15,13 bilhões em 2013, contra R$ 15,16 bilhões do ano anterior.

Segundo informações do Notícias da TV, que teve acesso ao documento, na mensagem, o diretor reforçou que as decisões tomadas pela empresa para dar lucro, mesmo com sua leva de demissões de grandes artistas, foram importantes para o feito:

“Os resultados financeiros de 2023 apontam que nossos investimentos em conteúdos, com destaque para os originais, a assertividade das diversas estratégias publicitárias e o esforço na alocação eficiente de recursos estão no caminho certo e reforçam nossa estratégia de negócio”.

Paulo ainda comentou que a publicidade é extremamente importante para a empresa, já que, de toda a quantia arrecadada, R$ 9,57 bilhões foram apenas das propagandas, sem detalhar os valores dos anúncios da TV aberta, paga e streaming.

A receita de publicidade teve boa performance, tanto no linear quanto no digital. As abordagens inovadoras, principalmente na televisão aberta e no digital, representaram movimentos importantes para a manutenção dos nossos resultados, apesar das contínuas flutuações do streaming e da tendência de queda no mercado de TV paga“, reforçou.

Ao citar o Globoplay, o executivo entregou que a plataforma teve um crescimento de 11% no número da base de assinantes, resultando em um aumento de 23% na receita líquida em comparação ao ano anterior.

Globo detalha faturamento de 2023

Além disso, Marinho registrou que o Premiere Play obteve um aumento de 80%. Quanto à receita de conteúdo, programação e assinaturas, a empresa faturou R$ 5,11 bilhões.

Apesar de não ter revelado o faturamento líquido, o diretor ressaltou que houve um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização de R$ 1,2 bilhão, algo que só foi visto há cinco anos.

“A Globo recuperou os níveis pré-pandemia e igualou os ganhos de 2019 em termos reais. Importante considerar a enorme pressão inflacionária nesse período, que se aproximou de 30% no Brasil“, ponderou.

Por fim, o diretor-presidente acrescentou que os custos e despesas operacionais diminuíram em 9%, algo que foi considerado importante para um retorno positivo.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Guinho SantosGuinho Santos
Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.