Cauã Reymond e Maria Casadevall em cena de “Ilha de Ferro”, série exclusiva do Globoplay (Imagem: Divulgação / Globo)

A Globo está expandindo os domínios do Globoplay, serviço de streaming da emissora, recentemente repaginado. Segundo informações do jornalista Lauro Jardim, há um acerto entre os responsáveis pelo aplicativo e a Elsys, empresa brasileira de eletroeletrônicos, influente no ramo de antenas parabólicas.

As duas empresas desenvolveram um receptor que irá combinar o sinal da Globo, via parabólica digital, com o streaming de vídeo do Globoplay. O objetivo é atrair um mercado de cinco milhões de parabólicas digitais, instaladas no interior do país.

O serviço de streaming do canal foi lançado no quarto trimestre de 2015. As funcionalidades foram expandidas ao longo desse tempo; em dezembro, por exemplo, o Globoplay passou a disponibilizar conteúdo das afiliadas da Globo.

No “cardápio” do aplicativo estão praticamente todos os folhetins exibidos de 2010 para cá, incluindo as reprises do “Vale a Pena Ver de Novo”. Também séries antigas – como “Anos Dourados” (1986), “As Noivas de Copacabana” (1992) e a primeira versão do “Sítio do Picapau Amarelo” (1977).

O Globoplay também conta com conteúdo exclusivo; caso das séries “Assédio” e “Ilha de Ferro”. O streaming também traz pré-estreias, como as de “Carcereiros” e “Sob Pressão”, e produções importadas.

Acompanhe muito mais na sua Rede Social preferida:

Instagram: @RD1Oficial

Twitter:   @RD1Oficial

Facebook: @RD1Oficial  


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!