Globoplay vai apostar em “novelas” inéditas de até 50 capítulos

Globoplay
Globoplay promete novidades para a dramaturgia em 2022 (Imagem: Divulgação)

Após apostar em novelas antigas e em séries inéditas, o Globoplay está em busca de novidades para 2022.

Segundo a colunista Patrícia Kogut, a plataforma de streaming vai investir na dramaturgia de fôlego, que seria o meio termo entre as produções atuais e os consagrados folhetins, com cerca de 50 capítulos. Por enquanto, a direção busca uma obra que se encaixe nessa característica.

Cabe lembrar que, além das novelas atuais, o streaming passou a disponibilizar minisséries e temporadas de Malhação. Segundo a coluna do Duh Secco, do RD1, vários folhetins de época serão resgatados no Globoplay. Após disponibilizar Kubabacan (2003), trama de grande audiência, está sendo preparado o lançamento de Cama de Gato (2009).

Para os próximos meses também estão previstos: Os Maias (2001), Mulheres de Areia (1993), Roque Santeiro (1985) e A Gata Comeu (1985). Além delas, o clássico de 1986, que o Canal Viva prometeu e não cumpriu em mais de uma ocasião, Roda de Fogo também será disponibilizada.

Com a chegada do BBB 2021, o serviço bateu recorde histórico de vendas em apenas dois dias de exibição do programa comandado por Tiago Leifert. O número de novos assinantes registrados foi onze vezes maior do que a média. Na estreia da nova temporada, o Globoplay chegou a cair por causa da explosão de acessos na plataforma.

A pandemia também acabou favorecendo esse crescimento. Segundo dados apresentados pela empresa, o serviço de streaming do Grupo Globo conseguiu um crescimento de 80% na sua base de assinaturas e um faturamento 112% superior ao registrado em 2019.

Quando olhamos para o resultado do grupo, tivemos até uma perda de receita em relação à 2019 por conta da pandemia, mas quando olhamos os dados por dentro vemos esse crescimento do Globoplay e é esse ritmo que queremos para os novos negócios“, disse o presidente-executivo do grupo, Jorge Nóbrega, ao Meio & Mensagem.

Ele completou: “No futuro, a Globo será uma empresa com várias fontes de receitas: publicidade de TV aberta e de digital, assinaturas dos produtos digitais e muitas parcerias com empresas“.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›