Irandhir Santos festeja volta ao remake de Pantanal e surpreende com confissão

Irandhir Santos
Irandhir Santos falou sobre retorno para novela (Imagem: Divulgação / Globo)

Irandhir Santos voltará a aparecer no remake de Pantanal. Depois de uma interpretação marcante como o Joventino na primeira fase, o famoso entrará na trama com o personagem José Lucas de Nada, a partir deste sábado (14).

Fruto de uma relação fortuita de José Leôncio (Marcos Palmeira) com uma prostituta, não é batizado “De Nada” por ódio ou rancor, mas por ser, de fato, filho de pai desconhecido. José Lucas sempre teve uma vida difícil e foi educado pela mãe, avó e pelos muitos peões que pousavam pela currutela onde elas trabalhavam.

Em uma das primeiras cenas do personagem em Pantanal, o rapaz é assaltado, levam carga e caminhão, que estava sem seguro. Jacutinga (Glaucia Rodrigues), a quem chama de avó, é quem lhe acolhe.

Veja Também

O ator disse para a Globo que está animado com a volta ao folhetim: “Pantanal para mim tem um resgate de memória afetiva muito grande. A história esteve comigo desde criança. É uma grande história de aventura, redenção, de uma fraternidade entre pai e filho que são, para mim, os grandes ganchos dessa trama”.

“Um deles tem um grande objetivo, que é um dia encontrar o seu pai, mas a vida e a natureza vão trazendo para ele suas crias, seus filhos. Nós temos aí uma fraternidade sendo mostrada através da história do Benedito Ruy Barbosa, adaptada por Bruno Luperi, dentro de um bioma incrível que é o Pantanal”, comentou.

Sobre o convite para Pantanal, Irandhir Santos destacou: “Eu tenho a sensação que o Benedito já está me convidando há muito tempo. Essa sensação vem da minha infância, quando eu assistia às novelas, e ela se perpetuou na minha formação como ator, quando eu via mais projetos do Benedito. Das quatro novelas que fiz na minha vida, três eram do Benedito: Meu Pedacinho de Chão, Velho Chico e Pantanal”.

“Quando ouço a palavra “Pantanal”, me traz essa memória. E pensei: eu quero, quero encarar a feitura de fazer Pantanal através de um resgate e de uma criação. Pantanal tem sido criar, nunca vou deixar de criar as coisas que quero fazer. E, em paralelo a isso, tenho um reconhecimento, uma homenagem do que essa história já foi”, completou.

Irandhir Santos fala sobre o Pantanal e bastidores das gravações

O famoso garantiu que nunca havia ido para a região central da trama. “Quando eu ligava a televisão e assistia à novela, o local entrava na minha casa. Foi tudo muito novo, a maneira como era interpretado, as lentes abertas mostrando toda a iluminação… Deu vontade de entrar nessa história, de pertencer a essa história desde aquele momento. Ficou muito marcado isso para mim”, declarou.

“Agora, 30 anos depois, ir para o Pantanal, pisar e olhar, tem uma sensação de “eu já estive aqui”. Já estive como espectador, mas foi tão próxima a experiência que tem um sentimento de pertencimento. Foi marcante e está sendo determinante para essa nova versão”, garantiu.

Questionado sobre os bastidores e curiosidades envolvendo as gravações, Santos afirmou: “A sela que a equipe de produção de arte fez é de um encantamento tão absurdo, que para mim, como ator, encontrar aquele objeto todos os dias era querer de alguma forma trazer ele para a cena”.

“Eu me lembro de uma cena do Joventino, que na descrição estava ele com ele mesmo no terraço da fazenda. E eu disse: ‘Não, essa sela tem que estar ali’. E esteve. Ele fala tudo para aquele objeto, que fica impregnado com as memórias desse personagem. A sela de prata foi um objeto que, para mim, como ator, me moveu bastante”, completou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›