Jair Bolsonaro garante permanência de chefe da Secom

Bolsonaro
Fabio Wajngarten é chefe chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) (Imagem: Carolina Antunes / PR)

O chefe da Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência), Fabio Wajngarten, que foi personagem de uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo dizendo que ele recebia e recebe dinheiro de empresas e emissoras de TV, teve uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro e saiu mais que garantido no cargo e com o endosso do General Ramos, Secretário de Governo.

Bolsonaro deixou definido que apoia seu chefe da Secom e que a guerra foi declarada mais ainda contra a Folha.

Mesmo assim, no próximo dia 28 haverá uma reunião da Comissão de Ética do Governo que dará um parecer sobre o assunto.

Mas do jeito que a coisa vai, com Flávio Bolsonaro citado como beneficiário de ilegalidades no tempo que era deputado estadual e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que também foi citado como tendo criado todo um laranjal de candidatas em Minas Gerais, o caso do chefe da Secom vai ficar por isso mesmo.