Bolsonaro e Johnny Bravo
Bolsonaro se compara a personagem de desenho Johnny Bravo (Imagem: Gabriel Cardoso / SBT)

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o Presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) se comparou ao personagem de desenho animado Johnny Bravo. A comparação do político rendeu contra ele críticas pesadas dos internautas, que ainda fizeram chacota e piada.

Na gravação, o presidente aparece mandando um recado à imprensa. Segundo ele, jornais, revistas e emissoras de TV o perseguem desde a sua eleição, em 2018. “A campanha não acabou para a imprensa. Eu ganhei! A imprensa tem que entender que eu, Johnny Bravo Jair Bolsonaro ganhou, porra!”, disse ele na coletiva de imprensa.

O público não perdoou a manifestação de Bolsonaro e reagiu na web. No Twitter, o termo Johnny Bravo se tornou um dos assuntos do momento.

“Realmente, Sr. Presidente, o Sr. acertou em cheio ao se comparar com o ‘Johnny Bravo’, porque o Sr. é igualmente burro, infantil, inepto, narcista que precisa reafirmar sua masculinidade de 15 em 15 minutos, uma chacota tão grande que nem sabe que o personagem é uma sátira que critica tudo isso”, disparou uma internauta.

“Johnny Bravo: personagem burro ao extremo, egocêntrico, narcisista, que só apanha, de masculinidade frágil, infantil… paródia do homem que se acha fodão, mas não passa de um merda. Ou seja, Bolsonaro tem razão, ele é o Johnny Bravo”, concordou outro.

“Ao se auto-intitular Johnny Bravo, Jair Bolsonaro revela: é burro e rejeitado pelas mulheres, embora pense que é o fodão. Mais uma demonstração da boçalidade do presidente”, afirmou um terceiro.

“Essa história de Johnny Bravo aí é o fim da picada. Bolsonaro está visivelmente fora de si. Tem de ser interditado. 57 milhões de votos jogados no lixo”, declarou mais um.

Confira a repercussão na web:

 

 

 

Deputada do PSL “anuncia” famoso multado pelo Ibama como embaixador do Turismo

Deputada pelo PSL de São Paulo, Carla Zambelli tem estado ao lado do apresentador de TV Richard Rasmussen, acompanhando o famoso em Brasília durante encontros com nomes do governo do Presidente Jair Bolsonaro.

Na última quarta-feira (31), por exemplo, a integrante da Câmara dos Deputados apresentou Rasmussen ao polêmico ministro da Educação, Abraham Weintraub. E não foi o único aperto de mão.

Carla também apresentou o ex-apresentador da Record e do SBT à ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. A deputada do PSL afirmou que Richard será o “embaixador do Turismo brasileiro”. A informação é da revista “Veja”.

O candidato ao cargo se tornou um dos nomes mais polêmicos quando o assunto é meio ambiente. Em 2017, o documentário “A River Below”, de Mark Greico, acusou o famoso de pagar pescadores para matar um boto rosa. As imagens foram exibidas no “Fantástico”. Na época, Richard Rasmussen negou o crime.

A reputação do biólogo também foi arranhada por outra notícia: segundo o site “Notícias da TV”, Richard foi multado pelo Ibama por crimes ambientas; entre eles, por manter animais selvagens em cativeiro sem autorização. As infrações levaram a soma de R$ 263 mil em multas.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos