Jô Soares lamenta corte de investimento em cultura no Brasil

Jô Soares
Jô Soares lamentou corte de investimentos em cultura, durante prêmio de teatro (Imagem: Reprodução / GShow)

Jô Soares foi o grande homenageado do 31° Prêmio Shell de Teatro, na última terça-feira (19), em São Paulo. O humorista foi condecorado pela sua contribuição artística ao teatro nacional. Em seu discurso, ele defendeu a permanência do troféu.

Esse é um prêmio de resistência. Não pode acabar“, disse o apresentador, que ainda lamentou o corte no investimento de cultura no Brasil. “Um país só progride com cultura e tecnologia de ponta. O governo tem que cuidar do país e para cuidar do país tem que investir em tecnologia e cultura. Mas não podemos dar essa guinada tão violenta rumo à ignorância“, disparou, segundo informações da Folha de São Paulo.

Sobre o 31° Prêmio Shell de Teatro, Chris Couto ficou com a estatueta de melhor atriz pela sua interpretação no espetáculo “A milionária”, de Bernard Shaw. Gilberto Gawronski foi condecorado melhor ator por “A Ira de Narciso”, atualmente em cartaz no Rio de Janeiro. E Zé Henrique de Paula ganhou na categoria melhor direção por “Um Panorama Visto da Ponte”.

O júri de São Paulo foi composto por Evaristo Martins de Azevedo, Lucia Camargo, Luiz Amorim, Maria Luisa Barsanelli e Renata Melo. Além do troféu, os  ganhadores também receberam um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.