João Doria arrasa com Rodrigo Constantino após se sentir ofendido na Jovem Pan

João Doria
João Doria e Rodrigo Constantino trocam farpas ao vivo (Imagem: Reprodução / Jovem Pan)

João Doria e Rodrigo Constantino protagonizaram um barraco durante o Jornal da Manhã, da Rádio Jovem Pan, nesta terça-feira (2). O governador de São Paulo se sentiu ofendido pelo jornalista e ligou para a emissora pedindo direito de resposta. O clima esquentou e os dois trocaram farpas dentro do telejornal.

Âncora do telejornal, Thiago Uberreich anunciou que o político estava no telefone. Doria se defendeu das críticas de Constantino sobre a fase vermelha do Plano São Paulo, ação que proíbe o funcionamento de serviços não essenciais, como bares, restaurantes e shoppings com o intuito de evitar a proliferação do novo coronavírus:

“Muito obrigado, Thiago Uberreich e direção da Jovem Pan. Por dever de justiça, o mesmo tempo que Rodrigo Constantino nos fez críticas, nós usaremos para fazer a defesa, a defesa da vida, da ciência. E contrariar Rodrigo Constantino, um negacionista, ideólogo do [Jair] Bolsonaro, defensor de um governo homicida, como é o governo Bolsonaro”.

O tucano lembrou o episódio que causou a demissão de Constantino da Jovem Pan, em 2020, quando ele, segundo Doria, “defendeu um estupro nas redes sociais”:

“Aliás, o mesmo Rodrigo Constantino que defendeu um estupro nas redes sociais, foi demitido da Jovem Pan e lamentavelmente voltou. Rodrigo Constantino, São Paulo defende a ciência, a saúde e a vida. Coisa que você e Jair Bolsonaro nunca fizeram, ao contrário, você e Bolsonaro sempre disseram que era uma gripezinha, um resfriadinho”.

Em novembro passado, o comentarista político afirmou que não faria denúncia se a filha dele tivesse sofrido um estupro enquanto estivesse bêbada. “Hoje, o Brasil contabiliza mais de 225 mil mortos por uma pandemia que poderia ter tido seu efeito minimizado, se não tivéssemos um governo negacionista e jornalistas, aliás, pseudo-jornalistas como você, defendendo terraplanismo e a ideologia ao invés de defender o povo e a vida das pessoas”, atacou.

João Doria lembrou que foi em São Paulo que a primeira vacina contra a Covid-19 no país foi viabilizada, a mesma que foi desqualificada por Bolsonaro ao ser chamada de “vacina da China”, “vachina” e “vacina do Doria”.

“Governador, quem não fala a verdade é você ao falar que eu defendi estupro e por isso fui demitido”, detonou o jornalista. “Foi demitido da emissora por isso”, reforçou o governador.

“Eu não defendi estupro coisa nenhuma, governador”, repetiu Constantino. “Se você tivesse compromisso com os fatos e com a verdade, ao contrário de só pensar em 2022 e fazer discursos sensacionalistas, que acusa presidente de homicida, sendo que o seu Estado é um dos piores do país, o senhor ia ver que eu não defendo estupro coisa nenhuma. Isso é uma acusação muito séria”, revidou.

“A população sabe quem é você, Rodrigo Constantino. Você é um extremista. Você não honra o jornalismo da rádio Jovem Pan. Você não honra os ouvintes da Jovem Pan. Você é um vassalo de Jair Bolsonaro, vá beijar as botas de Jair Bolsonaro”, disparou João Doria.

Confira:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›