“Jornal da Record” ganha audiência no PNT, em SP e no RJ

Duh Secco

14/07/2019

Jornal da Record

Celso Freitas e Adriana Araújo, âncoras do “Jornal da Record”; noticiário cresce no PNT, em SP e no RJ (Imagem: Divulgação / Record)

A audiência do “Jornal da Record” cresceu no primeiro semestre de 2019, no comparativo com o mesmo período em 2018, no Painel Nacional de Televisão (PNT), em São Paulo e no Rio de Janeiro.

No Mercado Nacional, foram 8,2 pontos; 28% de crescimento no comparativo com 2018, quando anotou 6,4 de média. Em São Paulo, o “JR” garantiu 8,1 pontos frente 6,6 marcados no ano passado; acréscimo de 22% nos números. Por fim, o Rio de Janeiro: 8,7 x 6,4 pontos, alta de 36%.

O noticiário, apresentado por Adriana Araújo e Celso Freitas, é exibido por volta de 21h30, logo após “Jezabel”. Aos sábados, o “Jornal da Record” é veiculado mais cedo, às 20h, na sequência do “Cidade Alerta”.

Neste dia, na Grande São Paulo, o telejornal costuma emplacar a vice; durante a semana, a reprise da novela “Cúmplices de um Resgate” (2015), no SBT, ocupa o segundo lugar.

Lançado em 1974, o “Jornal da Record” já contou com Carlos Nascimento, Chico Pinheiro e Maria Lydia Flândoli. Em 1997, Boris Casoy aceitou o convite para assumir a bancada.

Ele deixou a casa em 2005, sendo substituído por Adriana Araújo e Celso Freitas; entre 2009 e 2013, Ana Paula Padrão comandou o noticiário, enquanto Adriana atuava como correspondente no exterior.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Duh Secco
Escrito por

Duh Secco

Duh Secco é  "telemaníaco" desde criancinha. Em 2014, criou o blog Vivo no Viva, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.