Jornal Nacional
Jornal Nacional comete erro ortográfico em matéria sobre o ENEM (Imagem: Divulgação / Globo)

Nas provas do ENEM que foram aplicadas em novembro de 2019, aproximadamente 6 mil candidatos foram prejudicados por conta de notas erradas no exame. O Jornal Nacional repercutiu a polêmica e rendeu um momento curioso.

Contextualizando a situação, os estudantes precisaram se manifestar e as inscrições no SISU (método de ingresso em universidades públicas) precisaram ser adiadas.

Na matéria do telejornal da Globo, um grupo de Viçosa — Minas Gerais — entrou com uma representação no Ministério Público. Um dos candidatos a ingressar no ensino médio, teve uma drástica alteração em parte da nota.

Estudantes chegaram a ter sua média reduzida pela metade em algumas disciplinas específicas. Outros, no entanto, tiveram suas notas aumentadas.

Ao mostrar que a correção da média de matemática de um dos jovens que protagonizou a matéria, se lia “Matémática” na tela do Jornal Nacional. O excesso de acentos agudos chamou a atenção de algumas pessoas redes sociais.

Confira:

Maju também cometeu deslize no Jornal Nacional

A jornalista Maju Coutinho cometeu um ato falho neste sábado (18), enquanto apresentava o Jornal Nacional ao lado de Flávio Fachel. Ao encerrar a edição, Maju tratou o JN por Jornal Hoje, noticiário que conduz de segunda-feira a sexta-feira desde setembro passado.

É isso, gente! O Jornal Hoje… ‘Jornal Hoje’, olha… É o hábito!“, disparou Maju. Flávio contemporizou: “É o costume“. Os dois então finalizaram o telejornal, com o tradicional “boa noite“.

O ocorrido repercutiu no Twitter. “Força do hábito: Maju chamando o Jornal Nacional de Jornal Hoje“, escreveu um usuário. “Maravilhosa, arrumou em seguida e pediu desculpas“, comentou outro. “Linda, talentosa e humana“, declarou um terceiro. “‘O Jornal Hoje’, opa, opa, opa!“, divertiu-se mais uma.

Erros do tipo são comuns no Jornal Nacional. No último mês de abril, Rodrigo Bocardi deu “bom dia” ao apresentador do mapa-tempo Tiago Scheuer. O engano pode ser atribuído ao convívio de ambos no Bom Dia São Paulo; na mesma edição, Phelipe Siani – hoje na CNN Brasil – brincou com Bocardi durante entrada ao vivo, afirmando que esperava ser recebido com “bom dia” e não “boa noite”.

Maria Júlia Coutinho chegou à Globo em 2007, como repórter. Exerceu a mesma função, e também a de apresentadora, na Cultura. Em 2015, inovou a previsão do tempo do Jornal Nacional, tornando o quadro mais informal. Ano passado, passou a integrar o rodízio do JN e tornou-se substituta de Poliana Abritta no Fantástico; também recebeu o convite para assumir o posto de Sandra Annenberg no Jornal Hoje.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA